Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 07 Março |
home iconEstilo de vida
line break icon

Um novo tipo de droga

Ween 23

Padre Paulo Ricardo - publicado em 16/06/15

Tomografias computadorizadas atestam: a pornografia e a masturbação alteram o funcionamento do cérebro humano e podem causar dependência

Tomografias computadorizadas atestam: a pornografia e a masturbação alteram o funcionamento do cérebro humano e podem causar dependência. Não é exagero. A pornografia é realmente um novo tipo de droga, tanto quanto a cocaína ou a heroína.

As descobertas obtidas neste campo são bem recentes – começaram nos últimos 15 anos –, seja porque as alterações identificadas no cérebro são sutis, seja porque o fenômeno da Internet de alta velocidade – que fez espalhar a pornografia com muito mais força – também é algo relativamente novo. De fato, com esta ferramenta em mãos, um jovem é capaz de assistir, durante uma hora, a mais cenas de sexo do que os nossos antepassados podiam ter acesso durante toda a sua vida.

O problema é que Deus não criou o ser humano para isso. É fora de dúvida que o sexo é uma realidade boa, mas aquilo que se vê na pornografia, além de ser um simulacro, uma montagem, deixa profundas impressões no cérebro das pessoas, causando nelas feridas tão ou até mais danosas que as deixadas pelas drogas. Mas, como isso acontece?

O nosso cérebro – que é basicamente o mesmo que tinham os nossos ancestrais – funciona de forma a garantir a nossa sobrevivência. Pense, por exemplo, no chamado "homem da caverna", que, debaixo do forte calor das savanas da África, tinha que caçar, talvez por muito tempo, até encontrar algo para se alimentar. Quando ele finalmente podia desfrutar de sua refeição, era recompensado. Na base de seu cérebro, um neurotransmissor chamado dopamina era liberado, dando-lhe uma sensação de prazer e satisfação. Este mecanismo, que pode ser chamado de "circuito da recompensa", atua da mesma forma quando, hoje, um jovem vai ao McDonald’s e devora um sanduíche hipercalórico. Trata-se de um prazer associado a uma função vital do ser humano.

Também o prazer venéreo está associado a uma função humana vital, que é a perpetuação da espécie. No entanto, a carga de dopamina lançada no cérebro em uma relação sexual é muito maior que a liberada durante uma refeição. Assim, se as pessoas são capazes de desenvolver um verdadeiro vício com a comida – chegando a ter problemas de obesidade –, que dizer do compulsivo "sexo virtual" estampado pela pornografia?

Na "caçada virtual" – a qual exige muito menos esforço para ganhar uma recompensa muito mais satisfatória –, a cada clique, a cada janela aberta, a cada vídeo a que se assiste, uma alta quantidade de dopamina é jogada no cérebro. Da base, passando pelo núcleo accumbens, até o lobo frontal, quanto mais se consome, mais se quer. Porém, assim como no consumo da cocaína, as outras descargas de dopamina nunca são iguais ao "primeiro pico". Por que isso acontece?

Porque o cérebro está tentando se proteger. Quando uma pessoa começa a liberar dopamina em excesso, os receptores dos neurônios identificam o perigo e começam a bloquear a passagem do neurotransmissor. Com as "janelas" dos neurônios fechadas, passa menos substância e, portanto, menor é o prazer. É por isso que quem consome cocaína – assim como quem consome pornografia – não consegue mais atingir o prazer que alcançou no início. Ora, fica claro que o ser humano, definitivamente, não foi feito para consumir sexo a esse ritmo frenético e obsessivo.

São visíveis, no dia a dia, as consequências desse vício. Aquelas atividades comuns e prazerosas que fazem parte do cotidiano – como encontrar um amigo, rezar, comer, estar com a família, contemplar uma obra de arte etc. – começam a ficar sem graça. Com os receptores bloqueando a passagem de dopamina, nem as suas menores quantidades são capazes de animar ou levantar a pessoa, para a qual tudo se torna chato, entediante e depressivo. E, no entanto, toda essa situação poderia ter sido evitada, se, desde o começo, o jovem agora dependente tivesse se decidido pela castidade.

  • 1
  • 2
Tags:
PecadoPornografia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
MIRACLE
Maria Paola Daud
Mateo se perdeu no mar… e apareceu nos braços do pai
2
MADONNA
Maria Paola Daud
A curiosa imagem da Virgem Maria protetora contra o coronavírus
3
Reportagem local
Santo Sudário, novo estudo: “Não é imagem de morto, mas de ...
4
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
5
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
6
Santo Sudário
Aleteia Brasil
Manchas do Santo Sudário são do sangue de alguém que sofreu morte...
7
BABY BORN
Reportagem local
Bebê “renasce” após ser batizado por uma médica
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia