Aleteia
Sexta-feira 23 Outubro |
São Paulo Tong Viet Buong
Atualidade

Ame o que você faz

© KieferPix/SHUTTERSTOCK

Eu te amo hoje - publicado em 19/06/15

Você não gosta do seu trabalho? Então esta reflexão pode lhe fazer um bem enorme

Desde de que me entendo por gente tinha uma ideia fixa de seguir a carreira do meu pai. Era a única referência de profissão bem sucedida ao meu redor e uma forma de manter uma proximidade com ele (Freud explica!).

Mas aí a vida, com seu jeito bem torto (Deus escrevendo certo) me mostrou um novo caminho. Um caminho que eu não conhecia mas que descobri uma aptidão absurda.

Me formei, segui carreira e hoje sou uma engenheira de software completa (em busca do próximo passo nesse desafio).

Mas em algum momento você vai se perguntar o que realmente quer fazer, o que te da prazer em acordar, sair de casa e passar muitas horas se dedicando a tal tarefa… Para algumas pessoas isso acontece na fase de vestibular, outros passarão por fases cíclicas onde as questões reaparecerão e talvez morrerão sem saber as respostas.
Eu passei por isso há alguns meses.

Uns 10 anos da minha vida tive a preocupação de ganhar dinheiro e ser bem sucedida. Sucesso era mais importante que prazer ou realização. Mas veio a crise dos 30 e algumas indagações e um trabalho desmotivador me fizeram duvidar da minha capacidade profissional e me levaram a algumas decisões.

Foi aí que comecei a experimentar novos rumos.

Posso dizer que sou uma pessoa que se adequa a qualquer coisa, mas não necessariamente vou amar fazê-las. Definitivamente, não me vejo fazendo a mesma atividade todos os dias da minha vida. Lembra dos nossos avós que morriam fazendo a mesma tarefa até se aposentar e se sentiam honrados em findar sua vida profissional especialista em “bater ponto”? Eu não sou o vovô!

Independente do ramo escolhido, eu preciso de desafios diários, de novidades, de motivação… E não há dinheiro ou segurança, no mundo, que me façam estagnar.

Respeito quem busque o marasmo… a tranquilidade, a calma. Mas eu vivo bem sob pressão. Gosto de solucionar problemas, de viver em busca de descobertas…

Aprendi tudo isso, quando decidi trabalhar, em paralelo com TI, com gastronomia e moda.

Essas são algumas de minhas paixões e consegui conciliar com minha profissão desde o final do ano passado.

Amanhã posso deixar de lado essas opções, ou simplesmente incluir alguma outra paixão nessa lista. A questão é que qualquer coisa pode me dar dinheiro, mas poucas coisas podem me dar prazer e me pagar ao mesmo tempo.

Dinheiro é importante para pagar contas e te dar oportunidade de fazer o que gosta, mas viver apenas em função dele é perda de tempo.

Não me arrependo de ter me matado de trabalhar por 10 anos visando a grana. Hoje, ainda não tenho grana (pois ela vai e vem), mas aprendi muito sobre mim e tenho a certeza que me formei no curso certo, mesmo que não tenha sido uma escolha particular. Mas o mais importante: não tenho o menor medo de jogar o diploma fora, se for o caso de me apaixonar por uma nova área de atuação.

A minha meta de vida é amar o que me dispor a fazer. Independente de retorno.

Realização é o que faz você acordar de manhã, se arrumar e ir feliz para o trabalho. Hoje, eu não reclamo mais da vida. Aprendi a mudá-la, sempre que for necessário. Ame o que você faz

O amor é muito maior que os livros nos ensinam. Você encontra e aprende vivendo.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Trabalho
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Extremistas queimam igrejas no Chile
Francisco Vêneto
Por que queimam igrejas: Dom Henrique e Pe. J...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia