Aleteia
Quinta-feira 01 Outubro |
São Bavão de Gand
Espiritualidade

Quem é o homem do Sudário?

© P.M WYSOCKI / LUMIÈRE DU MONDE

Mirko Testa | Jun 21, 2015

Conclusão

Ainda que a Igreja nunca tenha se pronunciado oficialmente e de forma definitiva sobre a identidade do homem representado no Sudário, ela incentiva a pesquisa científica sobre o tecido de Turim e todos os estudos realizados até agora convergem em uma resposta: o corpo misteriosamente estampado só pode ser, com uma probabilidade altíssima, o de Cristo, depois de ser tirado da cruz.

Tudo parece conduzir as investigações à Palestina do século I. Além disso, existe uma concordância substancial entre o relato dos evangelhos sobre a Paixão de Cristo e as informações extraídas do Sudário; tanto é assim, que algumas particularidades divergem da típica crucificação romana do século I.

– A cruel flagelação, exagerada, antes de uma crucificação (fala-se de 60 chicotadas). Jesus é flagelado no rosto e no corpo (Mt 27,26-30; Mc 15,15-19; Lc 23,16; Jo 19,1-3);

– A coroação de espinhos (não temos documentos que relatem um costume similar nas crucificações, nem entre os romanos, nem entre outros povos). Jesus foi revestido pelos soldados romanos com a coroa de espinhos e da capa púrpura para ser ridicularizado como rei dos judeus (Mt 27,29; Mc 15,17; Jo 19,2);

– O transporte do patibulum, o pau horizontal da cruz (nas crucificações, sobretudo nas massivas, costumavam preferir árvores ou cruzes ocasionais). Jesus transportou a sua própria cruz até o Gólgota (Mt 27,31-32; Mc 15,20-21; Lc 23,26; Jo 19,17).

– A suspensão na cruz com os pregos, ao invés das usuais cordas – uma particularidade que parece ser reservada a crucificações oficiais. No Evangelho de João, no episódio do apóstolo Tomé, diz-se que Jesus tinha os sinais da crucificação nas mãos, enquanto Lucas faz referência tanto às mãos quanto aos pés (Lc 24,39-40; Jo 20,25 e 20,27);

– A ausência de crurifragium, a fratura das pernas infligida para acelerar a morte. As pernas de Jesus não foram quebradas como as dos ladrões crucificados ao seu lado, porque ele morreu de forma insolitamente rápida, tanto que Pilatos se surpreendeu (Mc 15,44; Jo 19,32-33);

– A ferida no lado, feita depois da morte, um fato absolutamente raro. Jesus foi ferido com uma lança no lado, por um centurião, para confirmar que já estava morto. Da ferida saiu água misturada com sangue (Jo 19,34);

– A falta da unção, barba feita e vestes do cadáver, como era costume na época, e a sepultura precipitada. Jesus foi envolvido nu em um tecido e depositado em um sepulcro, logo depois de ser tirado da cruz, porque a noite se aproximava e era a vigília da Páscoa judaica, que coincidia, nesse ano, com o Shabbat, o dia de descanso da semana, no qual era proibido todo tipo de trabalho manual (Mt, 27,57-61; Mc, 15,42-47; Lc, 23,50-56; Jo 19,38-42);

– A envoltura do cadáver em um tecido precioso e a deposição em um túmulo próprio, ao invés de terminar em uma fossa comum. José de Arimateia, um rico membro do Sinédrio, obteve de Pilatos o corpo de Jesus, comprou o linho no qual ele foi envolvido e o sepultou num lugar que ele mesmo mandou escavar na rocha (Mt 27, 57-60; Mc 15, 42-46; Lc 23, 50-54; Jo 19, 38-41);

– O breve tempo de permanência no tecido. Jesus morreu tendo aproximadamente 37 anos, muito provavelmente na sexta-feira, 7 de abril do ano 30 d.C., por volta das 15h, depois de apenas 3 horas de agonia. Seu corpo permaneceu no túmulo desde as 18h, mais ou menos do mesmo dia, até as 6h do domingo, 9 de abril, quando Maria de Magdala, junto a outras mulheres, encontrou o sepulcro vazio (Mt 28,1-10; Mc 16,1-8; Lc 24,1-10; Jo 20,1-10).

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
JesusSudário
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Com afastamento do pe. Robson, o Santuário de...
A12
3 armas fortes de São Miguel Arcanjo
Gelsomino Del Guercio
A misteriosa linha reta que une 7 santuários ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Silvia Lucchetti
Gestante com câncer recusa aborto: ela e o be...
SAINT MICHAEL
Arcanjo Miguel
15 de agosto: começa a Quaresma de São Miguel...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia