Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 24 Novembro |
Santas Flora e Maria
home iconAtualidade
line break icon

Curdos conquistam outra cidade do EI no norte da Síria

AFP - publicado em 24/06/15

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) sofreu uma nova importante derrota nesta terça-feira para as forças curdas e seus aliados rebeldes, que tomaram uma cidade situada em uma estrada estratégica do norte da Síria.

As forças curdas, apoiadas por combatentes árabes, "tomaram nesta terça-feira Ain Isa depois de intensos combates", indicou à AFP Rami Abdel Rahman, diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"Os jihadistas se retiraram para o leste da cidade e ao norte de Raqa, mas deixaram minas terrestres em Ain Isa", acrescentou.

Na segunda-feira, os curdos e seus aliados tomaram uma base militar nas proximidades, localizada a 56 km de Raqa, a capital do "califado" proclamado pelo EI nos territórios sob o seu controle.

"Controlamos totalmente o campo da brigada 93 e estamos tentando retirar os explosivos", indicou um porta-voz das Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG), Redur Khalil.

Esta base do Exército sírio havia sido tomada em julho de 2014 pelos extremistas do EI, que executaram um grande número de soldados leais ao regime.

Os curdos têm recebido o apoio dos ataques aéreos por parte da coalizão internacional, que segundo o OSDH fizeram pelo menos 26 mortos na segunda-feira entre os jihadistas.

Tanto Ain Isa como o campo militar estão localizados em uma estrada estratégica para os curdos e para os jihadistas, porque dá acesso aos territórios que controlam na província de Aleppo e Hassake, situadas a oeste e a leste de Raqa.

"Agora, seguirão até a fronteira de Raqa, onde as linhas de defesa do EI são frágeis porque não há fortificações neste setor, que é um terreno plano", segundo Abdel Rahman.

EI na defensiva

Desde 16 de junho, quando perderam Tall Abyad, uma cidade que controlavam há um ano, os jihadistas estão na defensiva.

Tall Abyad era crucial para EI porque lhe permitia transportar armas e combatentes para ou a partir da Turquia em troca de contrabando de petróleo.

De acordo com o analista Sirwan Kajjo, as YPG são "provavelmente as forças mais eficazes na Síria contra o EI, por serem bem organizadas, disciplinadas e por acreditarem em sua causa."

De acordo com o porta-voz das YPG, as relações dos curdos com a coalizão liderada pelos Estados Unidos "são excelentes", mas lembrou que precisam de melhores armas para derrotar os jihadistas.

Redur Khalil não quis informar qual será seu próximo alvo, mas assegurou que Raqa não é o seu objetivo de curto prazo. "Raqa está longe e é bem defendida. Para tomá-la precisaremos de forças e muitas armas", disse ele.

Na região de Palmira, no centro da Síria, os jihadistas destruíram nos últimos dias dois antigos mausoléus islâmicos.

O primeiro, chamado mausoléu de Mohammad Ben Ali, um descendente da família do primo do profeta Ali Ben Abi Taleb, foi destruído há três dias, indicou à AFP o diretor de Antiguidades sírias Ma’mun Abdel Karim. Ele está localizado em uma área montanhosa, quatro quilômetros ao norte da cidade.

O EI também explodiu um mausoléu em Chkaf de mais de 500 anos de idade, conhecido como o de Nizar Abu Bahaedin, um religioso de Palmira.

No total, os jihadistas destruíram mais de 50 mausoléus com entre 100 e 200 anos de idade em regiões controladas no norte e no leste da Síria.

Nesta terça-feira, o porta-voz oficial do Estado Islâmico, Abu Mohamed al-Adnani, apelou aos muçulmanos de todo o mundo para que se engajem na "guerra santa" contra os "infiéis" durante o mês do Ramadã.

"Os melhores atos que nos aproximam de Deus estão na jihad, então vamos acorrer durante este mês sagrado para invadir e cair como mártires".

"Muçulmanos e jihadistas por todo o mundo, façam com que o Ramadã seja um mês de sofrimento para os infiéis", conclamou Al-Adnani na Internet.

O Ramadã, que começou no dia 17 de junho, é observado pelos muçulmanos de todo o mundo com penitência e orações.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Medalha de São Bento
pildorasdefe.net
Oração a São Bento para afastar o mal e pedir...
Reportagem local
Oração para afastar o mal de um recinto
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
AGNUS DEI,LAMB
Jesús Colina
Ninguém consegue ouvir este “Agnus Dei” sem s...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia