Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 27 Janeiro |
Beato Jorge Matulaitis 
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

EI destrói mausoléus islâmicos em Palmira

kgpn7wklx-ydhnznwt3ncds0fd9-ce2dw-pzfwn01jiciqbhw9bg2nzdclyaygli0sk-wq1qdl7denuabruxyohvcrmzqq.jpg

AFP - publicado em 24/06/15

O grupo Estado Islâmico (EI) destruiu nos últimos dias dois antigos mausoléus islâmicos na cidade de Palmira, que caiu nas mãos dos jihadistas há um mês, indicou o governo sírio.

Há três dias os jihadistas detonaram o mausoléu de Mohammad Ben Ali, um descendente da família do primo do profeta Ali Ben Abi Taleb, indicou à AFP o diretor de antiguidades sírias Maamun Abdel Karim.

O mausoléu está situado em uma zona montanhosa, quatro quilômetros ao norte da cidade.

O EI publicou fotografias que mostram dois homens levando fuzis e botijões, provavelmente cheios de explosivos, à colina onde as ruínas se localizam.

Segundo o diretor de antiguidades, o EI também detonou um mausoléu em Chkaf de mais de 500 anos de antiguidade conhecido pelo nome de Nizar Abu Bahaedin, um religioso de Palmira.

O monumento encontra-se no oásis da cidade, a 500 metros do Arco do Triunfo.

Os extremistas do EI destruíram mais de 50 mausoléus de 100 a 200 anos de antiguidade nas regiões que controlam há um ano no norte e no leste da Síria, segundo Abdel Karim. "Consideram que os mausoléus islâmicos vão contra suas crenças e proíbem qualquer visita ao lugar", explicou.

O diretor de antiguidades também indicou que há 10 dias os jihadistas destruíram vários túmulos de habitantes de Palmira. "Todos os túmulos de mármore com adornos foram destruídos. Para eles, as sepulturas não podem ser visíveis", indicou.

O wahabismo, uma versão rigorosa do islã sunita, proíbe formalmente a visita de sítios arqueológicos, religiosos ou históricos, que é considerada idolatria.

O EI colocou recentemente minas nas ruínas da cidade antiga de Palmira, o que aumenta os temores de destruição destas ruínas inscritas na lista do Patrimônio Mundial da Unesco.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia