Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 02 Março |
Santa Inês de Boêmia
home iconAtualidade
line break icon

Ruanda condena ‘arrogância’ do Ocidente após prisão de chefe da inteligência

<p>(Arquivo) O presidente de Ruanda, Paul Kagame</p>

AFP - publicado em 25/06/15

O presidente ruandês, Paul Kagame, condenou nesta quinta-feira a arrogância dos países ocidentais, depois da prisão, em Londres, de seu chefe de inteligência, Karenzi Karake, procurado pela justiça da Espanha pela morte de vários espanhóis no país africano.

"Esta prisão está baseada na arrogância e desdém absolutos. Devem ter achado que era um imigrante ilegal. A forma com que tratam os imigrantes ilegais é a forma com que tratam a todos. Os negros se converteram em alvo de treinamento de tiro", afirmou Kagame em um discurso ante o Parlamento.

Kagame questionou o direito da Grã-Bretanha de deter Karake a pedido da justiça espanhola que o acusa de atos de terrorismo.

A detenção do diretor do serviço de inteligência de Ruanda provocou indignação no país africano, que atribuiu a medida à arrogância europeia e a uma manobra daqueles que negam o genocídio de 1994.

Karake não pertencia ao governo hutu acusado pelo genocídio de tutsis, e sim ao movimento rebelde que derrubou o regime, mas este grupo também é acusado de abusos contra os civis.

A justiça espanhola iniciou os trâmites para solicitar a Londres a entrega de Karake, um dos políticos mais influentes de Ruanda.

No momento da emissão da ordem contra Karake, em 2008, a Espanha tinha jurisdição universal que permitia julgar os responsáveis por crimes contra a humanidade onde quer que estivessem.

A jurisdição universal foi limitada pelo atual governo e, segundo uma fonte judicial espanhola disse à AFP, Karake é agora procurado apenas pelo que aconteceu às vítimas espanholas".

O Foreign Office não comentou a detenção, mas indicou que existe uma "relação profunda e antiga" entre o Reino Unido e Ruanda.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KOMUNIA NA RĘKĘ
Claudio de Castro
Padre chora copiosamente diante da falta de respeito com a Eucari...
2
missionárias mártires iêmen
Reportagem local
A corajosa última oração destas 4 freiras antes de serem mortas p...
3
PRAYER
Desde la Fe
Coisas que você não deve fazer na Missa e talvez não saiba
4
HOLY FAMILY
Philip Kosloski
A antiga oração a São José que é “conhecida por nunca ter falhado...
5
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
6
Kathleen N. Hattrup
O homem que beijou a testa do Papa diz que se curou em Lourdes
7
PRAY YOUNG
Arquidiocese de São Paulo
Rezar o terço sem contemplar os mistérios é válido?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia