Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 02 Agosto |
Santo Eusébio de Vercelli
home iconAtualidade
line break icon

John Kerry e Mohamad Zarif: grandes artífices do acordo nuclear

<p>(Maio) Kerry (e) e Zarif conversam em Genebra</p>

AFP - publicado em 14/07/15

Desde o histórico aperto de mãos na ONU, em setembro de 2013, os dois se conheceram melhor e, após 50 reuniões, já se chamavam apenas de John e Javad.

No entanto, apesar da cordialidade latente e de algumas brincadeiras em momentos específicos, a relação continua sendo essencialmente profissional.

Afinal de contas, seus países cortaram relações diplomáticas há 35 anos e mantêm divergências em várias questões importantes, como o apoio de Teerã a grupos considerados terroristas por Washington no Oriente Médio.

Artistas da diplomacia

Zarif conhece de maneira profunda as questões políticas americanas: estudou nos Estados Unidos e trabalhou no país como diplomata. Ele foi embaixador do Irã na ONU entre 2002 e 2007.

Uma vantagem inegável nas árduas negociações.

"Tem uma capacidade de vender políticas que são problemáticas do ponto de vista americano de tal forma que as transforma em convincentes e atraentes", afirma a analista Suzanne Maloney, da Brookins Institution.

"Mas é um erro acreditar que é mais americano que iraniano", adverte. Apesar de um Doutorado em Direito Internacional nos Estados Unidos, Zarif é "um puro produto da República Islâmica, e não foi por acaso que conseguiu ascender a uma posição de tão alto nível em um momento tão crucial", recorda Maloney, que considera o iraniano uma pessoa "brilhante".

Mahmud Ahmadineyad, a partir de 2007.

Apesar do retorno ao topo com a eleição de Rohani em 2013, sua "diplomacia do sorriso" continua sendo criticada pelos ‘falcões’ de seu país, que o acusam de ter feito muitas concessões ao Ocidente e reclamam inclusive do fato de ter caminhado pelas ruas de Viena ao lado de Kerry.

O católico e o xiita

Zarif é ainda um dos poucos dirigentes iranianos com uma conta oficial em inglês no Twitter, algo a princípio proibido no Irã. Também não hesita em usar o Youtube para enviar mensagens ao Ocidente.

Do lado americano, Kerry é sem dúvida o diplomata que teve mais contato com os iranianos, com exceção da subsecretária de Estado Wendy Sherman.

A partir de 2012, Kerry integrou a equipe de diplomatas que negociava, com todo sigilo em Omã, a possibilidade de abrir negociações sobre o programa nuclear de Teerã.

Os dois têm um ponto em comum: ambos são profundamente religioso. O católico Kerry e o xiita Zarif compareciam pontualmente à igreja e à mesquita, respectivamente, entre as reuniões em Viena.

Zarif gosta de afirmar que teme apenas uma ‘potência’ no universo: Alá.

Apesar da cortesia em público, os encontros nem sempre foram tranquilos no palácio de Viena que recebeu as negociações. Em alguns momentos as divergências foram intensas, mas nunca deixaram o diálogo em perigo.

"O desafio é muito importante e o acordo alcançado entre os dois antigos adversários é um triunfo, tanto pessoal como profissional", afirma Maloney.

Para Kerry, de 71 anos, o êxito representa o auge de sua carreira, marcada pela derrota na eleição presidencial de 2004 para George W. Bush e o fracasso do acordo de paz palestino-israelense, no qual ele apostou quase tudo.

Para Zarif, 16 anos mais jovem, é um grande troféu para uma carreira que ainda tem espaço para outras conquistas.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
4
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
5
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
6
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
7
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia