Aleteia
Quinta-feira 01 Outubro |
São Bavão de Gand
Estilo de vida

Homem não é homem, mulher não é mulher: o que seu filho anda aprendendo na escola?

Creative Commons

Aleteia Vaticano | Jul 15, 2015

7 dicas para você monitorar se a ideologia de gênero está contaminando as aulas do seu filho

A ideologia de gênero tem se infiltrado tanto na rede pública de ensino quanto nas escolas particulares. De acordo com essa ideologia, a identidade sexual é um conceito subjetivo e independente do sexo biológico, o que permitiria “reprogramar” a identidade sexual de uma criança, por exemplo.



SAIBA MAIS

– O que é a ideologia de gênero
AQUI

– Médico defensor da ideologia de gênero fracassa estrondosamente e ainda provoca tragédia que termina em suicídio
AQUI (com vídeo-documentário) e
AQUI (com relato detalhado)

– 1 milhão de pessoas vão às ruas em Roma contra a ideologia de gênero nas escolas
AQUI

Diante da falta de critérios científicos objetivos com que essa ideologia tem procurado impor-se, é fundamental que os pais fiquem muito atentos ao tipo de informação que a escola está dando aos filhos sobre a identidade sexual.

7 dicas para você monitorar se a ideologia de gênero está contaminando as aulas do seu filho:

1. Acompanhe com atenção os conteúdos ensinados na escola do seu filho. Saiba com clareza quais são as matérias que ele tem e peça que a escola lhe forneça o programa ou planejamento de conteúdo de cada uma.

2. Converse todos os dias com seu filho sobre “o que estudaram hoje na escola”. Este hábito é sempre positivo: além de certificar-se dos conteúdos transmitidos, você terá uma visão mais real do quanto o seu filho está entendendo e aprendendo das matérias, bem como das dificuldades que possa estar enfrentando. Participe também das tarefas de casa, ainda que não se sinta em condições de ajudá-lo: o seu interesse e acompanhamento são sempre um incentivo imenso para o aprendizado e comprometimento do seu filho.

3. Fique especialmente atento ao programa de biologia ou ciências: quando chegar a hora de abordar o corpo humano e o sistema reprodutivo, saiba quais são as noções de sexualidade que os professores estão transmitindo. Essa é também uma oportunidade crucial de conversar com seu filho sobre a sexualidade.

4. Preste atenção também às atividades extracurriculares, que, em muitas escolas, incluem importantes iniciativas de combate ao bullying e à discriminação, mas que também podem envolver concepções sobre a orientação sexual que são mais determinadas por ideologias do que pela ciência objetiva. É de fundamental importância que se combata todo tipo de discriminação, mas os argumentos empregados não podem ser manipulados.

5. Peça aos professores e à direção da escola todos os esclarecimentos que desejar, em qualquer momento do ano letivo, sobre quaisquer assuntos que puderem inquietá-lo. Nunca se omita. Você é sempre o responsável maior pela educação do seu filho.

6. Esteja ciente da existência do artigo 26 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que garante o direito de todos os pais a participar da educação dos seus filhos. Cite esse artigo sempre que for necessário para exigir respeito a este seu direito. Você não é obrigado a acatar em silêncio conteúdos arbitrariamente impostos pela escola.

7. Converse com outros pais e, se possível, mantenha encontros periódicos com grupos de pais para acompanhar os conteúdos escolares. Quanto mais unidos estiverem os pais, maior será a sua força se precisarem reagir a influências das quais discordam. Ao mesmo tempo, como grupo de pais, envolvam-se diretamente na vida escolar dos filhos e tornem-se parte ativa nos conselhos escolares.

O desafio atual pode ser transformado em um progresso histórico na relação entre pais e escolas, reforçando o papel paterno na educação dos filhos – hoje perigosamente terceirizado.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
EducaçãoFamíliaIdeologia de GêneroSexualidade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Com afastamento do pe. Robson, o Santuário de...
A12
3 armas fortes de São Miguel Arcanjo
Gelsomino Del Guercio
A misteriosa linha reta que une 7 santuários ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Silvia Lucchetti
Gestante com câncer recusa aborto: ela e o be...
SAINT MICHAEL
Arcanjo Miguel
15 de agosto: começa a Quaresma de São Miguel...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia