Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconAtualidade
line break icon

Família catarinense salva de enchente por milagre: "Algo nos conduziu aos cinamomos"

Diário Catarinense

Aleteia Vaticano - publicado em 17/07/15

"Eu abracei meu filho de 13 anos e disse: 'Agora você já pode ser chamado de homem'"

Uma fileira de cinamomos que por pouco não foram cortados acabou sendo a salvação dos cinco integrantes da família Lauxen, resgatados de helicóptero durante a violenta enchente que assolou nesta semana o município de Saudades, no interior de Santa Catarina.

Clairton Lauxen, de 41 anos, o filho Bruno, 13, e o irmão Alexandre, 38, se amarraram com uma corda em um dos cinamomos para não serem levados pela correnteza do rio Saudades, que transbordou com fúria. Na outra árvore ficaram Vanderlei Lauxen, 40 anos, e a esposa Janice. Todos moram na mesma propriedade, onde mantinham um camping que complementava a renda da família, também dedicada à agricultura.

No início da inundação, eles ficaram no chão agarrados às árvores. Quando a água chegou à altura do peito, eles conseguiram subir aos galhos, onde permaneceram durante cerca de duas horas, e ligar para os bombeiros, que precisaram de um helicóptero da Polícia Civil para resgatar a família.

Agarrado ao cinamomo, Clair viu sua casa ser levada pela correnteza – a mesma casa que, por pouco, não foi o local escolhido para se protegerem. Ele diz que "algo os conduziu aos cinamomos", que agora não serão mais cortados: em vez disso, receberão placas para recordar o dia em que a vida venceu a morte.

Vanderlei — A gente começou a erguer as coisas [do camping] porque o rio nunca tinha subido de um determinado ponto. Quando começou a subir mais foi que nós resolvemos ir para o lado das árvores. A água estava abaixo da cintura. Mas a correnteza era tão forte que um tinha que ajudar o outro.

Alexandre — A gente tinha que ficar [agarrado às árvores] só com um pé no chão e depois trocar, pois a correnteza não deixava. Depois foi ficando frio e a água batia no rosto. Colocamos o Bruno nos galhos e conseguimos subir um pouco.

Clairton — Os galhos passavam do lado como uma faca e a água fazia ondas como o mar.

Alexandre — Nós só torcíamos para que não viesse uma árvore grande em nossa direção. Teve uma que passou perto e chegou a afundar no chão.

Clairton — Pensava em sobreviver, porque a nossa família iria acabar. O que passamos aqui ninguém merece! Aqui era uma alegria e agora está assim…

Vanderlei — A gente passou duas horas com a correnteza vindo e ameaçados pelos troncos de árvores. Nós não sabíamos se viria resgate, pois não dava para chegar por causa da correnteza. E conseguir um helicóptero seria difícil.

Clairton — [Quando o helicóptero chegou] o Bruno me disse: "Pai, eu vou jogar bola contigo naquele campo!". Ele passou muita coisa para um menino de 13 anos. Eu o abracei e disse: "Agora você já pode ser chamado de homem".

Alexandre — Temos a vida para construir isso tudo de novo. Estamos vivos para construir. A gente até tinha pensado em cortar essa fileira de árvores, mas agora vamos deixar e colocar uma placa em cada uma delas.

___________________

A partir de entrevista feita pelo Diário Catarinense

Tags:
FamíliaMilagreVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia