Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 17 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Ela estava prestes a fazer um aborto, quando algo inesperado aconteceu

web-Amy Ford-Facebook-Embrace grace – pt

Facebook-Embrace grace

Portaluz - publicado em 20/07/15

Já na clínica de aborto e na fase preparatória, uma enfermeira tomou uma atitude surpreendente para um lugar como aquele

Amy tinha só 19 anos quando engravidou. Seu desespero a levou a marcar o aborto. Mas, já na clínica, ao entrar na sala onde seria "preparada", começou a sentir-se trêmula. "Com os olhos cheios de lágrimas, meu mundo parecia desabar".

Assim relata ao portal Life News esta mulher que hoje é conhecida como ativista pró-vida, fundadora da Embrace Grace, uma organização que ajuda mulheres que passam por uma gravidez difícil.

Amy, tendo crescido em um lar cristão, conta que sentia o peso emocional e moral de estar realizando um ato errado. "Eu sabia com todo o meu coração que abortar era algo mau. Inclusive, quando criança, costumava rezar com minha família pelas vítimas do aborto. Mas deixei que o medo tomasse meus pensamentos e acreditei na mentira de que o aborto seria o único caminho".

"Sentia que não podia seguir adiante com esta gravidez, que envergonharia minha família e decepcionaria todos que me cercavam".

Na clínica, enquanto as enfermeiras a ajudavam a se restabelecer, suas lágrimas aumentavam. Então – conta Amy – aconteceu ago incomum, inesperado para um lugar como aquele.

"Uma enfermeira me disse naquele momento: ‘hoje você não vai fazer o aborto. Volte em outro momento, hoje não é o seu dia’. Assim que saí dali, respirei fundo e fui até a sala de espera, onde o pai do meu filho estava me esperando. Com os olhos vermelhos, olhei para ele e disse: "a gravidez continua".

Naquele momento, os dois jovens tomaram a decisão de optar pela vida, enfrentar seus medos, assumir o desafio, enfrentar as famílias e, com coragem, abraçar sua responsabilidade.

"Jamais imaginamos que este desafio terminaria sendo uma grande benção, um milagre que Deus usaria para unificar nossas famílias e construir um legado. Foi na décima sexta semana de gestação quando dissemos: vamos em frente. Prometi amar com tudo que me era possível este menininho que veio a mudar nossas vidas".

Hoje, 17 anos depois, Amy Ford e seu esposo Ryan têm quatro filhos. Vivem na alegria e bagunça que é própria de uma família grande. "Em 1998, disse sim ao homem dos meus sonhos. Nós nos casamos jovens e amadurecemos juntos. Não posso imaginar minha vida sem o Ryan. Temos quatro filhos maravilhosos: Jess, Macenzie, Landry e Judá". 

Mas Amy também vive a paixão pelos serviços de acompanhamento a grávidas com dificuldades, através da ONG Embrace Grace, que ela fundou e preside. Em um livro ("A bumb in life"), registrou seu testemunho e de muitas outras jovens. 

"Olho para o Céu e agradeço a Deus pelas bênçãos que Ele nos deu", afirma Amy. 

Tags:
AbortoFamíliaFilhosSaúdeVida
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia