Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 23 Novembro |
Santo Anfilóquio
home iconReligião
line break icon

Compartilhe com a sua paróquia: como melhorar a comunicação paroquial hoje em dia?

Facebook Golondrina

Esteban Pittaro - publicado em 21/07/15

Comover, ir além da linguagem eclesial e da informação unidirecional, contar histórias!

A escassez de recursos parece ser a resposta imediata que enterra qualquer projeto de comunicação em paróquias e instituições da Igreja. Mas a comunicação sustentável e de qualidade é possível e pode até gerar recursos para apoiar outros projetos pastorais!

Segundo as jovens argentinas Flor Tapia Gómez e Magui Alonso, fundadoras da empresa social Golondrina (“Andorinha”, em espanhol), a comunicação das paróquias precisa ser atrativa no formato e no conteúdo para se tornar uma ferramenta que melhore o bem-estar humano de maneira sustentável.

E como gerar uma comunicação sustentável dentro das instituições da Igreja? Algumas dicas iniciais das especialistas da Golondrina:


– Criar um Plano de Comunicação: um projeto sustentável precisa ter objetivos bem claros.



– Criar equipes de comunicação com voluntários, mas garantindo que ao menos um deles tenha os conhecimentos necessários em comunicação.



– Levantar fundos usando a própria ferramenta de comunicação, tornando-a autossustentável: por exemplo, livretos com patrocinadores, revistas formativas com anunciantes e assinantes, eventos pontuais como palestras bancados por doadores…

Um caso prático:

Na paróquia Puríssima de Pacheco, de San Isidro, na Argentina, a equipe da revista paroquial “Encuentro” sustentou as edições só com publicidade local. Eles fizeram um planejamento anual das tiragens e organizaram ações sustentadas com o apoio dos anunciantes.

A própria revista se tornou um canal de comunicação excelente para conseguir doações, já que divulgou melhor as obras da paróquia e a sua importância para a comunidade, além de convocar novos voluntários para colaborar com os diversos projetos pastorais.

Os textos chegam a clubes, farmácias e padarias de todo o bairro, que são lugares de boa circulação. A revista atinge públicos que outros meios de comunicação não atingem: por exemplo, a terceira idade, que tem menor presença nas redes sociais.

A revista “Encuentro” leva conteúdo positivo e cheio de esperança e alegria cristã também ao hospital da cidade, a pessoas que estão sozinhas e tristes. E não serve apenas como companhia e meio de reflexão para quem não tem acesso a outros meios, mas também como instrumento de missão, já que os voluntários que distribuem a revista passam um tempo conversando e lendo algumas matérias para as pessoas internadas.

E, é claro, a revista também entra nos lares, levando imagens e mensagens que podem ser compartilhadas por toda a família.

Como o plano de comunicação pode chegar a todos?


– Primeiro, é fundamental definir quem são esses “todos” aos quais o plano se dirige. Por exemplo, a paróquia de um bairro carente pode querer comunicar-se com a própria comunidade; para isto, uma boa ferramenta podem ser os folhetos semanais. Já se o objetivo é conseguir doações para sustentar ações pastorais, é preciso comunicar-se com pessoas em condições financeiras de dar apoio, o que demanda outra estratégia: por exemplos, palestras para convidados sobre temas relevantes, apresentando de maneira integrada ao tema o projeto para o qual se precisa de apoio.



– É importante levar em conta que os meios de comunicação mudam permanentemente: as formas de se chegar a determinado público podem se alterar num prazo curto. Por exemplo, há 5 anos, os jovens estavam presentes principalmente no Facebook. Hoje, porém, é muito mais provável encontrá-los no Instagram.



– O plano deve ser segmentado conforme os diversos públicos-alvo, sabendo que a lógica de contato com cada grupo é diferente e, além disso, muda constantemente.



– As ações de comunicação devem ser avaliadas com frequência, para se analisar como elas estão impactando e que resultados cada ferramenta está dando.



– Cada canal e público tem sua própria linguagem: o jeito de comunicar-se na revista é diferente do jeito das redes sociais; a linguagem com os jovens é diferente da linguagem com os avós.



– Em palavras do papa Francisco, é preciso garantir que se chegue às periferias. A comunicação deve ser atrativa para todos, não só para quem vai à missa todos os domingos. A paróquia tem de se comunicar inclusive (e quase fundamentalmente) com os não crentes.

Além do planejamento e da sustentabilidade, que outros conselhos são fundamentais?


– Ter vários meios de comunicação, que sejam “lugares de encontro na diversidade”.



– Paróquias, movimentos, congregações e demais instituições católicas precisam se propor a transmitir e chegar aos corações, não só às cabeças: é importante comover para mover; testemunhar com exemplos práticos, vivos, reais, concretos.



– É crucial “contar histórias”, histórias da vida real, as milhares de histórias que existem nas comunidades e que são testemunhos de fé viva e de amor.



– Não ficar só na linguagem eclesial: os canais devem ser multidirecionais, falando a linguagem mais adequada para cada público, mas sem jamais perder a identidade católica.
Tags:
ComunicaçãoDoutrina
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
ŚWIĘTA TERESA WIELKA
Philip Kosloski
Oração de Santa Teresa de Ávila para acalmar ...
IOTA
Lucía Chamat
Imagem da Virgem resiste a furacão que devast...
EL TOCUY
Aleteia Brasil
Pe. Gabriel Vila Verde: há muita diferença en...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Atenção: versão falsa e satânica da Medalha M...
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vez...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia