Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Mensagem do Papa Francisco a jovem que receberá transplante de medula

© Lichu Zeno/FB
Compartilhar

Um ato de caridade do Papa e a generosidade do brasileiro que vai doar medula óssea ao jovem argentino com leucemia

Lisandro Zeno, conhecido como Lichu, foi diagnosticado com leucemia em novembro de 2014. Aos 25 anos, estando no 6º ano da faculdade de medicina e sendo jogador de rugby, ele assumiu desde então outro desafio: vencer sua doença e ajudar outras pessoas a fazê-lo, incentivando a doação de medula óssea.
 
Ao iniciar seu tratamento com quimioterapia, o grupo de amigos de Lichu fizeram uma surpresa para ele: todos rasparam a cabeça, em solidariedade com ele, e carregavam uma faixa com a frase: "No pasa nada, maestro" (frase utilizada por Lisandro quando tem algum problema).
 
Esta frase e a manifestação de apoio dos amigos acabaram virando uma página do Facebook, cuja hashtag, #NoPasaNadaMaestro, é utilizada para postar vídeos de incentivo a Lichu e desafiar pessoas a continuarem com a campanha de conscientização sobre a doação de medula óssea.
 
A campanha chegou longe e conseguiu apoio de personalidades do futebol como Messi, cujo tuíte ajudou a localizar o doador compatível com Lisandro. Mas o argentino mais famoso do mundo também quis participar: o Papa Francisco!
 
Durante o voo que fez recentemente à América do Sul, o Papa gravou um vídeo de apoio a Lichu, com uma bênção especial: "Lichu, me contaram da sua doença. Rezo por você, peço a Jesus que o acompanhe, que lhe dê força e devolva sua saúde. E você, deixe-se conduzir pela mão de Deus, e que a Virgem o proteja muito. E reze por mim".


 
Graças ao excelente trabalho de registro mundial, Lisandro encontrou um doador compatível no Brasil. Espera poder conhecê-lo logo, mas a legislação estabelece um ano de sigilo antes de revelar a identidade do doador.
 
O #DesafioNoPasaNada continua, e Lichu organiza diversas campanhas com seus familiares, amigos e grupos solidários, buscando o registro de mais doadores de medula óssea.
 
Inclusive durante as difíceis primeiras etapas do seu tratamento, Lichu se solidarizou com outro jogador de rugby, também com câncer, e organizou uma festa para arrecadar fundos para o seu tratamento.
 
Qualquer pessoa saudável, que tenha entre 18 e 55 anos e pese mais de 50kg, pode de cadastrar como doador de medula óssea. Com uma pequena amostra de sangue, coletada em menos de 3 minutos, os dados da pessoa são registrados e ficam disponíveis no mundo inteiro.
 
Se for identificada a compatibilidade genética com um paciente que precise de uma doação, aí então o doador é contatado. A doação não afeta em nada a vida da pessoa doadora. Pelo contrário: é enriquecida com este grande ato de generosidade.
 
Receptor de solidariedade, Lichu busca ser solidário com outras pessoas. Seu jogo ainda não terminou, mas ele já é um vencedor.
 
Para saber como você pode ser um doador de medula óssea, clique aqui.
 
Quer saber como é o procedimento? Leia este relato.
 
E não se esqueça: você pode salvar a vida de uma pessoa!

Boletim
Receba Aleteia todo dia