Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 18 Maio |
Bem-aventurada Blandina Merten
home iconAtualidade
line break icon

Pré-candidatos republicanos prometem rigor no combate à imigração ilegal

AFP - publicado em 07/08/15

Os pré-candidatos republicanos à presidência dos Estados Unidos prometeram na noite desta quinta-feira que protegerão a fronteira e reduzirão a imigração ilegal quando chegarem à Casa Branca.

Durante o debate na TV realizado em Cleveland, os dez pré-candidatos melhor posicionados nas pesquisas advertiram que o povo americano está frustrado e irritado com a ineficiência do sistema migratório.

"Há organizações criminosas penetrando em nossas fronteiras do sudoeste e precisamos fazer algo a este respeito", disse o governador do Wisconsin, Scott Walker, que se chegar à Casa Branca vai "garantir as fronteiras, e não uma anistia geral (para os imigrantes ilegais), mas uma anistia legal que dá prioridade aos americanos".

Jeb Bush, ex-governador da Flórida e cuja esposa é mexicana, enviou uma mensagem aos imigrantes ilegais: "o próximo presidente americano deve proteger a fronteira", mas para solucionar "o problema de una vez por todas" os imigrantes sem documentos precisam ter "um caminho para obter o status legal, mas sem anistia".

O magnata Donald Trump, conhecido por suas polêmicas críticas ao sistema migratório, reafirmou sua promessa de construir um muro entre México e Estados Unidos para deter o fluxo de imigrantes ilegais.

"Precisamos construir um muro e isto deve ser feito rapidamente", disse Trump, que defendeu a deportação de 11 milhões de pessoas vivem ilegalmente nos Estados Unidos.

"Não me importo em ter uma porta bela e grande neste muro para que as pessoas possam entrar legalmente, mas precisamos construir o muro, manter os ilegais fora".

Trump afirmou, em junho passado, que entre os mexicanos que entram ilegalmente no país estão narcotraficantes, criminosos e estupradores.

O magnata, líder nas pesquisas entre os pré-candidatos republicanos, causou polêmica logo no início do debate, ao admitir uma candidatura independente caso não receba a indicação do partido.

"Não me comprometerei neste momento", disse Trump, sob vaias, dando a entender que concorreria como candidato independente.

A afirmação provocou uma brusca troca de farpas com o senador Rand Paul, que disparou: "você já está garantindo a sua indicação porque tem o costume de comprar políticos".

Ao que Trump respondeu: "é isso, já lhe dei muito dinheiro".

Sobre seus polêmicos comentários contra as mulheres, Trump disse que "o grande problema deste país é ser politicamente correto". "Sinceramente, não tenho tempo para a correção política total".

Trump já tinha sido o principal alvo dos outros sete pré-candidatos republicanos, que participaram de um debate vespertino entre os menos "ranqueados" nas pesquisas.

No evento prévio ao debate principal, Carly Fiorina, ex-presidente do grupo Hewllet-Packard, disse que Trump lidera as pesquisas porque "explora a raiva" que os eleitores sentem dos políticos, mas é alguém que não sustenta a própria opinião.

"Mudou de opinião sobre a anistia (aos imigrantes ilegais), seguro de saúde e aborto. Gostaria de saber sobre que princípios vai governar" – questionou.

O ex-governador do Texas, Rick Perry, acusou Trump de não ter credenciais conservadoras, recordando que há uma década o magnata apoiava um sistema universal de saúde, algo execrado pelos republicanos.

O presidente Obama também foi criticado, por sua falta de ação contra o grupo Estado Islâmico.

Obama e Clinton "estão trabalhando duro para trocar o sonho americano pelo pesadelo europeu", disse o governador da Louisiana, Bobby Jindal.

O senador Lindsey Graham dirigiu suas baterias a Hillary Clinton, afirmando que a ex-secretária de Estado "representa um terceiro mandato de uma presidência falida". "Se não mudarmos as políticas de Barack Obama não conseguiremos impulsionar esta economia e jamais estaremos seguros".

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
2
POPE AUDIENCE JUNE 26; 2019
Philip Kosloski
Quanto é o salário de um papa?
3
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados “sinais do céu”?
4
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
5
Soutane de Jean Paul II/attentat
Marzena Wilkanowicz-Devoud
Onde está a batina manchada de sangue de João Paulo II?
6
São Francisco Marto
Reportagem local
A oração favorita do pequeno grande São Francisco Marto, vidente ...
7
AVA MARIA
J-P Mauro
O pai que roubou a cena cantando a Ave-Maria de improviso na Disn...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia