Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Cozinha da Alma

jonbonjovisoulfoundation.org
Compartilhar

Bon Jovi cria restaurante comunitário que ajuda pessoas em necessidade

Quando uma comunidade se une, a esperança invade o lugar. Há 30 anos, Jon Bon Jovi é vocalista de uma das maiores bandas de rock do planeta. Bon Jovi viveu aos olhos públicos. Sua vida foi fotografada, filmada e narrada, seu trabalho é revisto e analisado por todo o mundo.

Porém, nos últimos anos, Bon Jovi tem cada vez mais voltado sua atenção para trabalhos menos glamourosos, de compreensão das necessidades dos menos afortunados residentes de New Jersey, Philadelphia e outros lugares. Ele pesquisa formas de ajudar essas pessoas e então trabalha com as comunidades para abrir novas instalações através de sua fundação, a JBJ Soul Foundation.
 

“É muito importante para mim que esta fundação seja real e não sobre um cara que tira fotos (com os outros).” Jon Bon Jovi

A fundação possui diversos projetos sociais, um deles é o Soul Kitchen, ou cozinha da alma. O Soul Kitchen é um restaurante comunitário, onde os voluntários preparam a mesa para você e quando as pessoas comem lá, elas ajudam a alimentar os famintos de sua comunidade, vizinhos, idosos e famílias que ncessitam.

Ao invés de preços no menu, as pessoas pagam o que podem ou escolhem pagar também para o próximo, ninguém é rejeitado. Ele tem até uma horta própria para a plantação de vegetais.

No final das refeições você paga o que puder pagar. Pagando mais que a doação sugerida, você ajuda a alimentar outra pessoa ou você pode trabalhar na cozinha, em troca de uma refeição para você ou sua família.

Tudo começou com refeições semanais de domingo em uma igreja, onde cada garfo, prato, panela e comida tinham que ser transportados para lá. Hoje no restaurante comunitário, chefs são convidados a cozinharem e as pessoas são convidadas a doar uma quantia ou oferecer sua mão de obra para pagar a refeição. São servidos jantar às quintas-feiras, sextas e sábados, e almoço aos domingos numa média de 45 a 50 refeições por dia.

Tags:
Valores