Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Duas pessoas morrem esfaqueadas em uma loja da Ikea na Suécia

Duas pessoas foram mortas e um terceira ficou gravemente ferida em uma loja da rede de móveis Ikea, em Västerås (centro da Suécia), ao serem esfaqueadas por razões desconhecidas

Compartilhar

Duas pessoas foram mortas em uma loja da rede de móveis Ikea, em Västerås (centro da Suécia), ao serem esfaqueadas por razões ainda desconhecidas por dois suspeitos, um deles gravemente ferido, que acabaram detidos pela polícia.

Várias horas após o ataque, as forças de ordem de Västerås continuavam sem compreender o ataque.

Ninguém evocou um ataque terrorista e os serviços de segurança (Säpo) indicaram à AFP que não participam da investigação.

"Foi algo inacreditável", declarou o chefe da polícia, Per Agrenm, durante uma coletiva de imprensa, acrescentando que ainda desconhece as motivações do ataque.

"Dois homens foram detidos, suspeitos de homicídio (..) Um dele, nascido em 1992, foi preso no local e o outro está ferido. Ele nasceu em 1979", indicou Agren.

No início da investigação, o suspeito ferido era contado como vítima.

"Por volta das 13 horas (locais, 8h00 de Brasília) desta segunda-feira, recebemos um chamado falando de feridos na loja da Ikea (…) No local, foram encontrados um homem e uma mulher esfaqueados e que sucumbiram aos ferimentos", indicou a polícia.

A televisão local mostrou imagens da loja sendo evacuada e isolada pela polícia.

Imagens gravadas com um celular e divulgadas pela imprensa sueca, mostram as forças de ordem prendendo o primeiro suspeito em um ponto de ônibus.

"Eu vi policiais correndo em direção a um homem que estava parado no ponto de ônibus. A prisão aconteceu super rápido, o homem não resistiu, mas fazia muito barulho. Ele deve ter entre 30 e 40 anos", explicou ao telejornal local VLT.se uma testemunha que gravou a cena.

Os dois suspeitos não eram conhecidos da polícia e não têm antecedentes criminais, informou ao jornal um porta-voz da polícia, Per Strömbäck.

"Nós não temos ideia das motivações dos agressores", disse à AFP uma porta-voz da Ikea Grup, Martina Smedberg, acrescentando que a loja não estava sob ameaça.

A investigação ainda não determinou se o ato foi premeditado ou se foi espontâneo.

"Nós não sabemos, a investigação deve estabelecer o que aconteceu", disse Strömbäck ao VLT.se.

A polícia pediu que pessoas que tiverem presenciado o crime se apresentem para testemunhar. "Queremos ouvir tantas testemunhas quanto possível", disse.

A pessoa gravemente ferida é um homem de cerca de 35 anos, que está sendo operado, segundo a porta-voz das autoridades sanitárias, Eva Lindahl.

Ainda não há informações sobre a identidade das demais vítimas.

As vítimas seriam clientes comuns e o local do ataque foi no setor de acessórios de cozinha, indicou o VLT.se, citando o gerente da loja.

"Este é o pior dia da minha vida profissional", acrescentou.

A loja permanecerá fechada até segunda ordem, indicou a Ikea.

De acordo com Smedberg, este tipo de crime "é extremamente raro e muito grave".

"Que eu saiba, esta é a primeira vez que um incidente dessa magnitude ocorre", disse, acrescentando que ainda era cedo demais para avaliar as consequências desse duplo homicídio para a gigante.

Cidade industrial situada a cem quilômetros de Estocolmo, Västerås é, com mais de 110 mil habitantes, a quinta cidade na Suécia.