Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Presidente do Congo demite ministros opostos a mudança constitucional

(Arquivo) Presidente do Congo Denis Sassou Nguesso comparece a reunião sobre o Ebola em Bruxelas, em 3 de março de 2015

Compartilhar

O presidente do Congo, Denis Sassou Nguesso, implementou nesta segunda-feira à noite uma reformulação de seu governo, demitindo os ministros opostos a uma mudança constitucional que pode permitir ao chefe de Estado apresentar-se a um terceiro mandato, informaram fontes oficiais.

A ministra do Comércio, Claudine Munari, e o da Função Pública e Reforma do Estado, Guy-Brice Parfait Kolélas, deixaram o governo, segundo um decreto lido na radiotelevisão pública pelo chefe de gabinete do presidente, Firmin Ayessa.

No fim de julho, os ex-ministros participaram ativamente em negociações da oposição, em que os participantes expressaram sua oposição à intenção do governo de modificar a Constituição de 2002 para permitir ao presidente Sassou Nguesso, de 72 anos, apresentar-se a um novo mandato em 2016.

Sassou Nguesso dirigiu o Congo entre 1979 e 1992 durante o período do partido único e voltou à chefia do Estado em 1997 ao fim de uma guerra civil. Em 2002, foi eleito presidente do Congo, cargo que revalidou em 2009, em eleições denunciadas pela oposição. Em virtude da atual Constituição, não pode disputar um novo mandato.