Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 10 Maio |
home iconAtualidade
line break icon

Exército alemão afirma que combatentes curdos foram atacados com armas químicas no Iraque

AFP - publicado em 13/08/15

Combatentes curdos foram alvo há alguns dias de um ataque com armas químicas na região norte do Iraque, anunciou o ministério alemão da Defesa, que treinou estas forças.

"Aconteceu um ataque com armas químicas e vários peshmergas ficaram feridos, com irritações nas vias respiratórias", afirmou um porta-voz do ministério.

O porta-voz não revelou quem estava por trás do ataque. Os curdos lutam atualmente contra o grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

"Especialistas americanos e iraquianos estão a caminho para determinar o que aconteceu", disse.

O ataque aconteceu ao sudoeste de Erbil, capital da região autônoma do Curdistão do Iraque.

A ação com gás tóxico foi realizada com um morteiro, segundo o porta-voz, sem explicar a natureza do produto utilizado.

A fonte destacou que os soldados alemães presentes no norte do Iraque para treinar os combatentes curdos não correram perigo em nenhum momento.

Os jihadistas do EI já foram acusados pelo uso de armas com gases tóxicos contra os combatentes curdos.

As Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG) e o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), assim como vários especialistas, afirmaram em julho que foram registrados ataques químicos na província de Hasake (nordeste da Síria) contra combatentes curdos.

Neste caso também não foi determinada a natureza do gás.

As forças curdas citaram na ocasião "irritação na garganta, olhos e nariz, acompanhada de dores de cabeça, musculares, perda de concentração, problemas de mobilidade e vômitos".

Em março, o governo do Curdistão iraquiano afirmou ter provas de que o EI usou gás de cloro como arma química contra suas forças.

O cloro é um gás sufocante, proibido nos conflitos armados pela Convenção de Armas Químicas de 1997.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Bebê anjo
Reportagem local
“Tchau, papai”: as últimas palavras que Maurício ouvi...
2
ARGENTINA
Esteban Pittaro
Polícia interrompe missa de Primeira Comunhão ao ar livre
3
ELDERLY,WOMAN,ALONE
Aleteia Brasil
O pe. Zezinho e a mãe que espera há 30 anos, sem sucesso, pelo pe...
4
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
5
Reportagem local
Triste, surpreendente, inspirador: o drama e o recomeço da menina...
6
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Francisco Vêneto
Milagre do sangue de São Januário volta a ocorrer em Nápoles
7
OPERA SINGER
Cerith Gardiner
Cantora de ópera faz apresentação incomum e homenageia Maria e as...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia