Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 24 Junho |
São Rumoldo
home iconEstilo de vida
line break icon

É possível trabalhar fora e ser pai e mãe de verdade?

lightwavemedia

Luciana Cairo - Pais, Filhos e Escola - publicado em 18/08/15

Com organização e boa vontade, é possível trabalhar e dar cuidados e atenção aos filhos

Ser pai e ser mãe requer um jogo de cintura enorme e trabalhando fora, nem se fale! Mas com organização e principalmente boa vontade, é possível trabalhar e dar cuidados e atenção aos filhos, confira algumas dicas:

Almoce em casa. Se você sai cedo de casa e volta tarde, que tal almoçar em casa? Se você mora perto do trabalho, é uma delícia. Fazer-se presente na hora do almoço muda para melhor a relação com os filhos, quebra o longo tempo de ausência e permite que você oriente o dia dos pequenos.

Horário dos filhos. Organize o horário dos filhos em função dos seus. Se, por exemplo, você entra no trabalho às 11h, coloque-os para estudar à tarde. Assim vocês podem ficar juntos antes de você sair para trabalhar.

Abuse da tecnologia. Não economize nas ligações telefônicas. E não só para dizer para a babá o que ela tem de fazer. Aproveite para conversar com a criança, ouvir o que ela tem para contar etc. Se as crianças são um pouco mais velhas, você pode aproveitar outras tecnologias. Mandar torpedos e e-mails é uma forma de se mostrar presente de um jeito diferente.

More perto da escola. O ideal é morar perto do trabalho e da escola. Se não der pra juntar os três, pelo menos dois já facilitam bastante. Se você trabalha até tarde e sempre se atrasa para buscar a criança, por exemplo, prefira uma que seja perto do trabalho. Assim você chega logo para buscá-la.

Negocie com seu chefe. Tente negociar mais flexibilidade em seu trabalho. Isso pode ser feito de várias formas: trabalhar menos horas, levar a criança para o trabalho e ter liberdade de fazer seu horário e até de trabalhar em casa, o chamado home office. Todas são medidas importantes, que podem ser sugeridas ao chefe.

Escolha o meio período. Uma opção comum lá fora e pouco praticada por aqui é a jornada a tempo parcial, o chamado emprego de meio período. Converse com seu chefe. Pode ser uma boa opção nos primeiros anos de vida do bebê.

Abra a própria empresa. A empresa não quer colaborar? Troque de emprego. Melhor ainda: abra a própria empresa. Pesquisa da companhia internacional Yell.com mostra que 40% das mães que criaram o próprio negócio tiveram a ideia quando estavam grávidas ou dentro de um ano após o nascimento do bebê.

Organização é tudo. Uma agenda pode facilitar a vida na hora de se lembrar de todos os compromissos, inclusive os do filho. Só isso não vai resolver, mas ajuda bastante.

Compense depois. Aproveite para compensar o tempo perdido quando estiver em casa. Esteja presente de verdade, brinque, se jogue no chão. Você já sabe, mas não custa repetir: a qualidade do contato é mais importante que a quantidade.

Construa uma rede de apoio. Pode ser a mãe, a sogra, a vizinha, a irmã. Você não precisa dar conta de tudo sozinha. Não tenha vergonha de pedir ajuda e se declarar estafada quando necessário.

Encontre um profissional. Se mesmo com dicas e leituras a respeito você ainda não consegue se organizar mas deseja muito criar bem seus filhos, procure um profissional. O mais moderno, porém, pouco conhecido no Brasil é o Coaching Familiar que através de instrumentos e técnicas auxiliará você a agir com precisão. As sessões de coaching são direcionadas por profissional qualificado e podem ser realizadas presencialmente ou via meios de comunicação online como Skype, por exemplo.

Tags:
FilhosPaternidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
3
CARLO ACUTIS
Francisco Vêneto
Corpo incorrupto: quais foram os tratamentos aplicados ao rosto d...
4
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
5
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
6
lenda São Cipriano Santa Justina
Aleteia Brasil
São Cipriano era mesmo bruxo?
7
COMMUNION
Philip Kosloski
Antes da Comunhão, reze este ato de fé na presença real de Cristo
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia