Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 07 Março |
home iconAtualidade
line break icon

A globalização, a cultura e as questões mais profundas do ser humano: Moisés ou a China?

© Heurik

L'Osservatore Romano - publicado em 28/08/15

O encontro cultural entre um sacerdote e professor francês e seus alunos chineses

“Moisés ou a China?”, pergunta Blaise Pascal. “Quem é mais credível?”.

Não é questão de indagar quem está certo, entre Moisés e os chineses, sobre os primeiros eventos da história do mundo; trata-se de um dos mais profundos diálogos de todos os tempos entre o cristianismo e uma cultura não bíblica.

Proponho mudar uma palavra da questão para entendermos hoje toda a sua força: “Moisés e a China?”. Afinal, não se trata de uma disjuntiva, mas de um encontro.

Eu não sou sinólogo e a minha recente estada de três meses em Xangai como professor de filosofia não me confere qualquer título para falar com autoridade sobre a China. Eu sou um sacerdote católico, professor de filosofia e teologia, que aprendeu a transmitir a fé aos jovens de hoje ouvindo a voz do Espírito Santo na experiência e no conhecimento dos profissionais de todas as procedências.

A minha experiência de vida e de ensino entre jovens estudantes e professores chineses me abriu os olhos para algumas realidades bastante negligenciadas nos países ocidentais – quando não ignoradas, inclusive pelo público mais culto.

A China geriu de formas diferentes, no passado, as suas relações com o Ocidente, às vezes fechando-se, às vezes submetendo-se ao seu domínio industrial e militar. Hoje, o que precisa ser vivido é um encontro verdadeiro. O mundo foi moldado, nos âmbitos cultural, político e econômico, por quem viveu antes de nós, e a história recente nos mostra que precisamos nos abrir ao mundo para dar a nossa contribuição.

Os estudantes da elite de Xangai já pertencem a muitos mundos diferentes simultaneamente: eles passam um ou dois anos no exterior para fazer algum mestrado ou doutorado e trilham com antecedência o caminho que as universidades das outras megalópoles chinesas vão trilhar mais cedo ou mais tarde.

Como foi que eu pude dar aulas a alunos de quem tudo parece me separar – o passado, o presente e o futuro? Os nossos países parecem tão cansados de se esforçar, tão temerosos de enfrentar o desconhecido e de viver o futuro…
No entanto, ao pensar sobre as fronteiras da Igreja e da sociedade contemporânea, podemos descobrir problemas e caminhos de reflexão que não são específicos de uma cultura, mas de todas as culturas quando postas à prova pelas mudanças tecnológicas e pela globalização.

Mais do que uma cultura internacionalizada, o que vem crescendo é uma internacionalização das questões: das questões cuja profundidade humana é quase transcultural, por causa da importância das mudanças já em andamento.

A globalização é, antes de tudo, uma globalização das questões antropológicas. De nada adianta lamentar as dificuldades presentes: temos de encarar o seu caráter global e criar redes úteis de encontro e de conhecimento.

Parece-me vital que a Igreja seja consciente disto, assim como é vital a consciência dos líderes do mundo laico.

Escrito por Antoine Guggenheim

Tags:
ArteDiálogoMundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
MIRACLE
Maria Paola Daud
Mateo se perdeu no mar… e apareceu nos braços do pai
2
MADONNA
Maria Paola Daud
A curiosa imagem da Virgem Maria protetora contra o coronavírus
3
Reportagem local
Santo Sudário, novo estudo: “Não é imagem de morto, mas de ...
4
SAINT JOSEPH
Philip Kosloski
10 coisas sobre São José que você precisa saber
5
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
6
Santo Sudário
Aleteia Brasil
Manchas do Santo Sudário são do sangue de alguém que sofreu morte...
7
BABY BORN
Reportagem local
Bebê “renasce” após ser batizado por uma médica
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia