Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 20 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Novo vídeo estarrecedor da indústria do aborto: uma ex-técnica retirou o cérebro de um feto vivo

Abortion is a threat to the very existence of the nation – pt

ALL

Zelda Caldwell - publicado em 28/08/15

"Eu não consigo nem descrever o que senti"

A gigantesca organização abortista norte-americana Planned Parenthood está no centro de um escândalo sem precedentes desde que começaram a ser divulgados vários vídeos que comprovam que diretores e diretoras da rede de clínicas de aborto negociavam partes do corpo dos bebês abortados. A organização tentou se justificar alegando que os tecidos e órgãos que retirava dos bebês eram doados para pesquisas científicas, mas o que foi verificado é que eles eram vendidos para usos tão diversos quanto a fabricação de cosméticos e até mesmo testes da indústria alimentícia para realçar sabores.

Os vídeos foram gravados com câmeras ocultas durante uma longa investigação realizada pela organização pró-vida Centro para o Progresso Médico. Das gravações divulgadas até agora, a sétima e mais recente talvez seja a mais chocante de todas: neste vídeo, uma ex-técnica descreve que chegou a retirar o cérebro de um bebê abortado enquanto ele ainda estava vivo (!)

A ex-técnica, Holly O’Donnell, trabalhava para a StemExpress, uma empresa de biotecnologia que tinha comprado partes do corpo de fetos da Planned Parenthood a fim de vendê-los a pesquisadores médicos. Visivelmente abalada, ela descreve o que a sua supervisora lhe perguntou e lhe mostrou certa vez:

“ ‘Quer ver uma coisa bem legal?’ E aí ela deu um tapinha no coração [do bebê abortado] e ele começou a bater. E eu estou lá, sentada, olhando para aquele feto, e o coração dele está batendo, e eu não sei o que pensar”.

A supervisora então pediu a Holly que cortasse o rosto do bebê para extrair o seu cérebro. Isto enquanto o coração do bebê ainda batia. Isto enquanto o bebê ainda estava vivo!

“Eu não consigo nem descrever o que senti”.

No final deste novo vídeo, Holly O’Donnell comenta que, muitas vezes, depois de um aborto, ela ficava segurando o corpo do bebê e pensava no futuro que aquela criança poderia ter tido.

“Este poderia ser um dos próximos presidentes… Talvez, quando tivesse três anos, ele gostasse de pintar… Eu tenho a sensação de que é uma vida desperdiçada. E é triste que tanta gente ache que essa vida é ‘um erro‘”.

De acordo com o site LifeNews, o Centro para o Progresso Médico acusa a Planned Parenthood de infringir leis federais que exigem cuidados e tratamento médico adequado para os bebês que sobrevivem a abortos. Tanto a legislação federal quanto as legislações estaduais norte-americanas determinam que seja dado aos bebês nascidos vivos após um aborto o mesmo tratamento dado aos bebês nascidos normalmente. A Califórnia também proíbe expressamente qualquer tipo de experimentação com fetos cujo coração esteja batendo.

ATENÇÃO: esteja ciente de que o conteúdo do vídeo seguinte pode ser profundamente perturbador para audiências sensíveis

Este é o vídeo que contém o chocante depoimento de Holly O’Donnell. Ele está em inglês e sem legendas em português. O vídeo legendado será publicado em breve.

Tags:
AbortoCultura do descarte
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia