Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 22 Setembro |
São Lauto ou Laudo
home iconPara Ela
line break icon

A emocionada carta de um pai para a filha com Síndrome de Down no dia do casamento dela

Aleteia Brasil - publicado em 08/09/15

Eu chorei intensamente dentro de mim naquela noite em que, aos 12 anos, você desceu e me disse: "Não tenho amigos"

Querida Jillian,

Esta é a tarde do seu casamento. 27 de junho de 2015. Daqui a duas horas, você começa a estrada de uma vida toda, um percurso ainda mais memorável do que aquele que você trilhou até chegar a este dia. Eu não sei quais são as probabilidades de uma mulher nascida com a Síndrome de Down se casar com o amor da sua vida. Só sei que você conseguiu!

Você está no andar de cima, envolvida nos últimos preparativos, com a sua mãe e com as suas daminhas. Seus cabelos vão ser adornados perfeitamente sobre o seu pescoço esguio. Seu vestido, “a sua joia”, como você o definiu, atrai cada raio do sol da tarde que entra pela janela. A sua maquiagem, com aquele batom vermelho, melhora de algum modo uma beleza que só aumentou desde o dia em que você nasceu. Seu sorriso é radiante e eterno!

Debaixo da janela, eu olho para cima. Vivemos às vezes momentos como este, em que as esperanças e os sonhos se interligam com doçura; quando tudo o que sempre imaginamos se realiza, com clareza perfeita. A felicidade é possível. Agora, aqui debaixo da janela, eu sei.

Tenho tudo e nada para dizer. Quando você nasceu, e nos anos seguintes, eu nunca fiquei preocupado com o que você iria alcançar academicamente. A sua mãe e eu iríamos fazer acontecer. Iríamos usar a lei como um açoite, se fosse preciso. Os professores iriam cumprir o dever deles para com você e nós sabíamos que você conquistaria o respeito dos seus colegas.

O que não poderíamos garantir era que as outras crianças gostassem de você. Que a aceitassem, que se tornassem suas amigas, que ficassem ao seu lado.

E isso me deixava preocupado com você. Eu chorei intensamente dentro de mim naquela noite em que, aos 12 anos, você desceu e me disse: “Não tenho amigos”.

Todos desejamos as mesmas coisas para os nossos filhos. Saúde, felicidade e capacidade de participar e desfrutar do mundo não são privilégios só das crianças “normais”. Persegui-los é direito natural de toda criança. Eu me preocupava desejando que você os perseguisse, Jillian.

Mas eu não precisava. Você é sociável por natureza. No primário, chamavam você de “prefeita”, pela sua capacidade de envolver todo mundo. Você dançava na equipe júnior da escola. Você fez o ensino médio e marcou muitíssimo a vida de todo mundo que a conheceu.

Você se lembra de todas aquelas coisas que diziam que você nunca iria fazer, Jills? Que você não ia poder andar de bicicleta, nem praticar esportes… Que você não iria para a faculdade… Que, com certeza, você nunca se casaria… E agora… Olhe só!

Você é a pessoa mais linda que eu conheço. Você é capaz de viver uma vida de empatia e simpatia, e, sem precisar de astúcias, é uma pessoa que todos querem conhecer.

Eu diria para você entregar ao seu namorado, o Ryan, todo o seu coração, mas isto seria uma coisa óbvia. Eu diria para você ser gentil com ele, mas você já é, com ele e com todas as pessoas que você conhece. Eu desejaria para vocês uma vida de amizade e de respeito mútuo, mas vocês já estão juntos há uma década e o seu respeito e amizade são evidentes.

Dez anos atrás, quando aquele jovem entrou na nossa casa vestido com elegância, trazendo um buquê de orquídeas e dizendo: “Eu vim levar a sua filha para a festa, senhor”, todos os medos que eu tinha por você desapareceram completamente.

Agora, você e o Ryan estão começando juntos um caminho diferente. É um novo desafio, que não é mais difícil para você do que para qualquer outra pessoa. Considerando quem você é, eu acho que pode até ser mais fácil… A felicidade parece fácil para você, assim como a capacidade de tornar os outros felizes.

Você terminou de se preparar, Jills, e a porta está aberta. Minha filhinha, toda vestida de branco, atravessando o limiar de mais um sonho alcançado! Estou aqui, sem fôlego e fascinado, totalmente tomado por este momento. “Você está linda!” – é o máximo que consigo dizer. Você me agradece. “Eu vou ser para sempre a sua menina”, você diz.

“Sim”, balbucio. E é hora de ir, acrescento. Temos um longo caminho a percorrer.

_______________________

Paul Daugherty é o autor de “An Uncomplicated Life”, um livro de memórias sobre o crescimento de Jillian. O livro, em inglês, está disponível na Amazon.com e no site de Paul, uncomplicated.life.

Tags:
AmorCasamentoPaternidadeSíndrome de down
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
2
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
3
HOLY COMMUNION
Reportagem local
A Santa Missa não pode ser trocada por orações pessoais: sem ela,...
4
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
5
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
6
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
7
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Reportagem local
Milagre do sangue de São Januário volta a ser registrado em Nápol...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia