Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Mulher, a “tentadora que inspira para o mal”: o papa Francisco critica este clichê

Aliança homem e mulher
Creative Commons
Aliança homem e mulher
Compartilhar

Contra a “colonização do dinheiro e das ideologias”, é necessária uma nova aliança entre homem e mulher

A aliança entre o homem e a mulher foi o tema da reflexão do papa Francisco na audiência geral desta semana (16 de setembro) na Praça de São Pedro, encerrando o ciclo de catequeses dedicadas ao matrimônio e à família.

Ele encorajou a união entre homem e mulher “contra a colonização do dinheiro e das ideologias” e destacou que, nesta complementaridade, a mulher tem um papel forte. Francisco nos convida a superar “muitos clichês, ofensivos inclusive, sobre a mulher, como ‘a tentadora que inspira para o mal’”. O papa reafirmou a necessidade de uma nova teologia da mulher e do seu valor autêntico na sociedade, além de destacar a imagem cristã da mulher como fonte da vida e símbolo materno.

“Cristo nascido de uma mulher é a carícia de Deus sobre as nossas chagas, sobre nossos erros, sobre nossos pecados. Mas Deus nos ama do jeito que somos e quer nos fazer crescer com este projeto. E a mulher leva adiante este projeto”.

Homem e mulher: aliança contra as injustiças

“Uma nova aliança do homem e da mulher é estratégica para a emancipação dos povos da colonização do dinheiro”, disse o papa, enfatizando que o valor da família nasce da união entre homem e mulher. “Esta aliança tem que voltar a orientar a política, a economia e a convivência civil. Ela decide a habitabilidade da terra, a transmissão do sentimento da vida, os vínculos da memória e da esperança”.

Francisco fez um apelo social e afetivo em prol da família nuclear e universal, a fim de se buscar um mundo mais fraterno e humano que supere as diferenças. E pediu às famílias de outras religiões para se unirem fraternalmente contra as injustiças modernas: “Sem fazer proselitismo, caminhemos juntos no tocante a esta bênção e a este objetivo de Deus de nos tornar irmãos na vida. Num mundo que nasce precisamente da família, da união do homem e da mulher”.

O papa denunciou que a ideologia dominante, a da “subordinação da ética à lógica do lucro”, tem armas poderosas e “conta com importantes recursos e enorme apoio midiático”.

Compromissos do papa com a família

A catequese teve clara relação com os dois próximos grandes compromissos do papa e da Igreja: o Encontro Mundial das Famílias (Filadélfia, Estados Unidos, neste mês) e o Sínodo dos Bispos sobre a família (Roma, em outubro). Ambos os eventos pretendem enfatizar a misericórdia e a doutrina, levando em conta as necessidades das famílias modernas e os lares feridos.

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.