Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 24 Junho |
São Rumoldo
home iconAtualidade
line break icon

EI ataca mais uma joia de Palmira, o Arco do Triunfo

Agências de Notícias - publicado em 05/10/15

Jihadistas já tinha destruído o templo de Bel, considerado o mais bonito do Oriente Médio ao lado do templo libanês de Baalbeck

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) dinamitou o famoso Arco do Triunfo de Palmira na Síria, anunciou à AFP o diretor do departamento de Antiguidades da Síria, no caso mais recente de destruição na cidade, que é considerada patrimônio mundial da humanidade.

A nova tragédia provoca o temor da destruição total da área histórica, controlada pelo grupo extremista desde 21 de maio, segundo o diretor do departamento, Mamun Abdelkarim.

A destruição aconteceu em um momento complexo do conflito na Síria, com a intervenção militar da Rússia, que afirma atacar o EI, enquanto os países ocidentais suspeitam que Moscou apoia sobretudo as tropas do regime de Bashar al-Assad, que enfrenta dificuldades com os rebeldes há vários meses.

“Recebemos informações da região segundo as quais o Arco do Triunfo foi destruído (no domingo). O EI instalou explosivos há algumas semanas”, disse Abdelkarim

“Estamos vivendo uma catástrofe. Desde que os jihadistas assumiram o controle do local é um choque atrás do outro”, completou o diretor, entrevistado por telefone pela AFP.

Em agosto, o grupo extremista destruiu aqueles que eram considerados os templos mais belos, Bel e Baalshamin, de Palmira, cidade que é considerada patrimônio mundial da humanidade pela Unesco.

Em setembro, o EI destruiu várias das famosas torres funerárias do local, únicas no mundo.

O Arco do Triunfo, que tinha 2.000 anos e ficava na entrada da famosa rua de colunatas da área histórica, “era um ícone de Palmira”, recordou Abdelkarim.

“É uma destruição metódica do local. Querem destruir a cidade completamente. Corremos o risco de perdê-la totalmente”, disse.

“Sabemos que o EI colocou explosivos em outros monumentos. Querem destruir o anfiteatro, a colunata. Temos medo por toda a cidade antiga”, disse Abdelkarim.

“A comunidade internacional tem que encontrar um meio de salvar Palmira”, implorou, ao recordar que a cidade abriga os principais tesouros da Síria.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) e militantes da cidade também confirmaram a destruição do monumento.

O EI, que aproveitou a guerra civil para estabelecer sua presença na Síria, assumiu no dia 21 de maio o controle de Palmira, que fica 205 km ao leste de Damasco, depois de expulsar as forças do governo.

Em 23 de agosto, o jihadistas dinamitaram o templo de Baalshamin. Poucos dias antes haviam executado e mutilado o ex-diretor do departamento de Antiguidades da cidade, Khaled al-Asaad, de 82 anos, um dos grandes especialistas mundiais nos tesouros arqueológicos de Palmira.

Depois destruíram o templo de Bel, considerado o mais bonito do Oriente Médio ao lado do templo libanês de Baalbeck, e no início de setembro destruíram as torres funerárias, características da arquitetura da cidade.

Os jihadistas consideram objetos de idolatria as estátuas ou afrescos que representam homens e animais. Com esta alegação, destruíram várias joias arqueológicas no Iraque na Síria.

Mas para o diretor de Antiguidades, “agora o EI ataca por vingança, não por razões ideológicas, porque o Arco do Triunfo não era um monumento religioso, e sim civil”.

Além da grande tragédia humana, com mais de 240.000 mortos e milhões de pessoas forçadas ao exílio, a guerra que devasta a Síria há quatro anos e meio tem consequências incalculáveis para o patrimônio.

Os piores temores dos arqueólogos e especialistas de todo o mundo foram confirmados com o início da destruição de Palmira, “a pérola do deserto” sírio.

(Com AFP)

Tags:
Estado Islâmico
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
3
CARLO ACUTIS
Francisco Vêneto
Corpo incorrupto: quais foram os tratamentos aplicados ao rosto d...
4
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
5
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
6
lenda São Cipriano Santa Justina
Aleteia Brasil
São Cipriano era mesmo bruxo?
7
COMMUNION
Philip Kosloski
Antes da Comunhão, reze este ato de fé na presença real de Cristo
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia