Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 25 Fevereiro |
Beato Sebastião Aparício
home iconReligião
line break icon

O que o papa Francisco nos pede em sua mensagem para a Jornada Mundial do Emigrante e do Refugiado

Aleteia Brasil - publicado em 05/10/15

“O Evangelho da misericórdia interpela as consciências e impede a resignação diante do sofrimento do outro”

A Igreja vai celebrar a Jornada Mundial do Emigrante e do Refugiado no dia 16 de janeiro de 2016. Para essa ocasião, o papa Francisco publicou uma mensagem específica, que, segundo o cardeal Antonio Maria Vegliò, presidente do Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e Itinerantes, “faz parte do contexto do Ano Jubilar da Misericórdia, ponto de referência para toda a Igreja nos próximos meses”.

O título da mensagem do papa é “Migrantes e refugiados nos interpelam: a resposta do Evangelho da Misericórdia“.

O cardeal se disse impactado com “o quanto o papa Francisco é concreto”, em referência ao pedido para que toda paróquia e estrutura religiosa na Europa acolha uma família. Graças a esta iniciativa, “cerca de 600.000 migrantes poderão encontrar uma solução”.

E complementa: “A migração está assumindo proporções imensas e muitas tragédias estão ocorrendo no mundo inteiro. Temos que reconhecer que este fenômeno, em todas as suas formas, exige de nós uma resposta. Porque são pessoas concretas, com rosto, identidade, com uma família. Não são pacotes, nem números, nem meras estatísticas”.

Ao mesmo tempo, o cardeal observa um aspecto crucial da atual tragédia migratória: toda pessoa tem o direito de imigrar, mas, antes ainda, tem o direito de “não emigrar”. Ou seja, as vítimas desta crise precisam obter as condições justas para poderem permanecer na sua própria terra, sem serem forçadas a abandoná-la.

Destaques da mensagem do papa Francisco

“Com frequência cada vez maior, as vítimas da violência e da pobreza, depois de abandonarem a sua terra de origem, sofrem o ultraje dos traficantes de pessoas humanas durante a viagem rumo ao sonho de um futuro melhor”.

“Não é raro que (os imigrantes) se encontrem (nos países aos quais recorrem) com falta de normas claras para regular o acolhimento e prever a integração no curto e no longo prazo, com atenção aos direitos e aos deveres de todos”.

“O Evangelho da misericórdia interpela as consciências, impede a resignação diante do sofrimento do outro e indica respostas baseadas nas virtudes teologais da fé, da esperança e da caridade, realizadas nas obras de misericórdia espirituais e corporais”.

“Os fluxos migratórios são uma realidade estrutural. A primeira questão que se impõe é a superação da fase de emergência, para se dar espaço a programas que considerem as causas das migrações, das mudanças que ocorrem e das consequências que remodelam os rostos das sociedades e dos povos”.

“As histórias dramáticas de milhões de homens e mulheres interpelam a comunidade internacional”.

“É sempre uma tragédia quando se perde ainda que seja uma única vida humana”.

“Como fazer com que a integração seja uma experiência enriquecedora para ambos os lados, que abra caminhos positivos para as comunidades e evite o risco da discriminação, do racismo, do nacionalismo extremo e da xenofobia?”.

“Muitas instituições, associações, movimentos, grupos comprometidos, organismos diocesanos, nacionais e internacionais, vivem o maravilhamento e a alegria da festa do encontro, do intercâmbio e da solidariedade”; porém, “não deixam de multiplicar-se os debates sobre as condições e sobre os limites ao acolhimento, não só nas políticas dos países, mas ainda em comunidades paroquiais que se sentem ameaçadas na sua tranquilidade tradicional”.

“Somos guardiões dos nossos irmãos e irmãs, não importa onde eles vivem”.

“A Igreja apoia todos aqueles que lutam para defender os direitos de todos a viver com dignidade, exercendo em especial o direito a não ter de emigrar, podendo colaborar para o desenvolvimento do país de origem (…) É preciso evitar, se possível já na origem, a fuga e os êxodos causados pela pobreza, pela violência e pela perseguição”.

“A opinião pública seja informada de modo correto, inclusive para evitar os medos injustificados e as especulações que prejudicam os migrantes”.

“O amor de Deus tem de alcançar a todos e cada um”.

Tags:
MisericórdiaPapa FranciscoRefugiados
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Eucaristia
Reportagem local
Diocese afasta padre que convidou pastor para “concelebrar&...
2
Padre Paulo Ricardo
Nossos tempos são os últimos? A Irmã Lúcia responde
3
OPERA SINGER
Cerith Gardiner
Cantora de ópera faz apresentação incomum e homenageia Maria e as...
4
DOMINIKANIN, SZCZEPIONKA COVID
Jesús V. Picón
Padre desenvolve vacina contra Covid-19 para os pobres
5
SPANISH FLU
Philip Kosloski
Os poderosos conselhos do Padre Pio durante uma pandemia na Itáli...
6
FATHER RANIERO CANTALAMESSA
Vatican News
Cuidado com a hipocrisia: a pureza de coração é condição para ver...
7
NIEPOKALANE POCZĘCIE
Reportagem local
Nossa Senhora se ajoelha no Céu toda vez que rezamos esta oração
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia