Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 27 Fevereiro |
Santa Honorina
home iconAtualidade
line break icon

Forças iraquianas lançam grande ofensiva contra Estado Islâmico

DR / AED

diocèse de Kerkuk, Irak

AFP - publicado em 16/10/15

Forças de segurança iraquianas, apoiadas pelos ataques aéreos da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, têm se aproximado gradualmente de Ramadi

Forças iraquianas atacaram nesta quinta-feira jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) em duas frentes de combate, como parte de uma ampla ofensiva para retomar Ramadi (oeste) e Baiji (norte).

A região de Baiji, localizada 200 km ao norte de Bagdá, é um ponto de controle essencial para garantir o sucesso das operações contra o EI em seus principais redutos do norte e do oeste, de acordo com altos oficiais do exército iraquiano.

A região foi palco de combates ininterruptos desde que o EI tomou grandes partes do Iraque no ano passado, mas nesta quinta-feira comandantes militares afirmaram ter conseguido uma vitória significativa, ao recuperar o controla da maior refinaria do país.

As forças armadas e seus aliados paramilitares que atuam na Hachd al-Chaabi, unidades de mobilização popular xiitas apoiadas pelo Irã, fizeram, no entanto, declarações contraditórias sobre a tomada desta refinaria.

Alguns afirmaram que o local estava “completamente limpo”, enquanto outros foram mais cautelosos, dizendo que ainda não estava totalmente sob controle das forças pró-governo.

A refinaria, que chegava a produzir até 300.000 barris de petróleo por dia, satisfazendo as necessidades de metade do país, foi danificada e não tem mais o mesmo interesse estratégico.

Por sua vez, a região de Baiji está localizada em um entroncamento entre diversas frentes importantes no Iraque e as forças de segurança iraquianas avançam para tentar cortar os canais de abastecimento do EI.

“Conseguimos cortar as rotas de abastecimento e evitar a comunicação entre os combatentes do Daech” (acrônimo em árabe para o EI) entre Tikrit e Al-Sharqat ao norte de Bagdá e Al-Anbar, a oeste, declarou um general iraquiano.

As forças iraquianas visam agora outro reduto jihadista importante, a cidade de Ramadi, capital da província de Al-Anbar.

Na quarta-feira, oficiais militares disseram que a ofensiva para recuperar Ramadi será lançada em breve.

Desde outubro, as forças de segurança iraquianas, apoiadas pelos ataques aéreos da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, têm se aproximado gradualmente de Ramadi, região localizada 100 km a oeste de Bagdá.

A cidade foi conquistada pelos jihadistas do EI em maio deste ano, um dos mais amargos reveses do exército iraquiano.

O primeiro-ministro Haider al-Abadi tinha prometido recuperar o controle da cidade “em uma questão de dias”, mas as defesas criadas pelo EI e as altas temperaturas do verão derrotaram o exército, forçado-o a fazer várias “pausas operacionais”.

“Acreditamos que as forças iraquianas estão prontas para recuperar a cidade”, garantiu na quarta-feira o coronel Steve Warren, porta-voz dos Estados Unidos para a coalizão em Bagdá, estimando entre 600 e 1.000 o número de combatentes do EI ainda presentes em Ramadi.

Por enquanto, as forças iraquianas tomaram posições no norte de Ramadi, em Albu Farraj. E dois ataques suicidas realizados por jihadistas nesta zona foram evitados por meio de ataques da coalizão nesta quinta-feira, disse à AFP o comandante de operações em Al-Anbar, o general Ismail Mahalawi.

Tags:
Estado IslâmicoMundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KOMUNIA NA RĘKĘ
Claudio de Castro
Padre chora copiosamente diante da falta de respeito com a Eucari...
2
Eucaristia
Reportagem local
Diocese afasta padre que convidou pastor para “concelebrar&...
3
OPERA SINGER
Cerith Gardiner
Cantora de ópera faz apresentação incomum e homenageia Maria e as...
4
PRAYER
Desde la Fe
Coisas que você não deve fazer na Missa e talvez não saiba
5
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
6
HOLY FAMILY
Philip Kosloski
A antiga oração a São José que é “conhecida por nunca ter falhado...
7
MEXICO
Pablo Cesio
México: homem chega à própria missa de corpo presente
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia