Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 22 Setembro |
home iconReligião
line break icon

Posso jogar as cinzas de um defunto no mar?

Desde la Fe - publicado em 06/11/15

Conheça o que a Igreja Católica realmente ensina sobre este tema

Durante muito tempo, na Igreja Católica (fora de casos especiais de pestes ou epidemias) era severamente proibido incinerar os cadáveres, pois isso era considerado uma rejeição da fé na vida eterna.

Com a mudança de mentalidade e as necessidades do mundo atual, a partir de 1963, surgiram na prática católica outras disposições apresentadas atualmente no Código de Direito Canônico: “A Igreja recomenda vivamente que se conserve o piedoso costume de sepultar os corpos dos defuntos; mas não proíbe a cremação, a não ser que tenha sido preferida por razões contrárias à doutrina cristã” (Cânon 1176, 3).

O Catecismo da Igreja Católica também ensina: “A Igreja permite a incineração quando com ela não se questiona a fé na ressurreição do corpo” (n. 2301).

Os ritos funerais, sobretudo nas grandes cidades, podem ser celebrados diante do defunto (exéquias de corpo presente), somente com as cinzas ou simplesmente em memória do defunto, seja em uma casa, em uma capela, na igreja ou no cemitério, levando em consideração também as disposições legais próprias de cada região.

Em todos os casos, a oração pelos defuntos deve acompanhar estas práticas que celebram o fato de que todos nós somos chamados à ressurreição, à semelhança e pelos méritos de Cristo, que por nós morreu e ressuscitou. Os ritos funerários também proporcionam consolo e esperança às famílias cristãs.

As cinzas devem receber o mesmo respeito e trato que o corpo humano, do qual procedem, porque foi templo do Espírito Santo e está chamado à gloriosa ressurreição. O trato adequado das cinzas inclui um recipiente digno (urna) e o depósito apropriado em um lugar designado para guardar estes restos, seja em um templo ou outro edifício reservado para isso, ou inclusive em um cemitério tradicional, mas não dentro do recinto das igrejas destinadas ao culto litúrgico público.

Espalhar as cinzas no mar, em um rio ou na terra são práticas incoerentes com a fé cristã. Tampouco é aconselhável, por razões de sensibilidade emocional, conservar as cinzas na residência da família da pessoa falecida.

A Igreja revisou a doutrina sobre a incineração de cadáveres porque foram levados em consideração outros motivos, como: os costumes de algumas culturas, o custo elevado do enterro tradicional e dos caixões, bem como questões de higiene.

A doutrina católica concede, no entanto, muito atenção ao sentido religioso dos povos cristãos, para não ferir os sentimentos ao introduzir práticas desconhecidas ou alheias para eles.

Tags:
Morte
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
2
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
3
HOLY COMMUNION
Reportagem local
A Santa Missa não pode ser trocada por orações pessoais: sem ela,...
4
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
5
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
6
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
7
Aleteia Brasil
Ela ia para a Adoração Eucarística às 3 da manhã quando foi parad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia