Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 23 Junho |
Santa Ediltrudes de Ely
home iconAtualidade
line break icon

Atentados em Paris causam horror e comoção em todo o mundo

Agências de Notícias - publicado em 14/11/15

O Vaticano expressou sua emoção e pediu uma "resposta decisiva e solidária" após os atentados que deixaram pelo menos 120 mortos em Paris

A série de atentados terroristas sem precedentes que deixaram mais de cem mortos nesta sexta-feira em Paris e sua região metropolitana causou horror e comoção em todo o mundo e vários dirigentes enviaram sua mensagem de apoio ao presidente e povo franceses.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, condenou “os desprezíveis ataques terroristas realizados em Paris e apresentou suas condolências às famílias das vítimas”, segundo seu porta-voz.

O presidente Barack Obama também condenou energicamente o que chamou de “atentado contra toda a humanidade” e uma “tentativa ultrajante de aterrorizar civis”.

“Trata-se de um ataque não só contra os franceses, mas contra toda a humanidade e contra os valores que compartilhamos”. Obama também disse que os Estados Unidos “trabalharão com a França para levar os terroristas à justiça” e lembrou que, quando ataques desse tipo acontecem, sempre se pode contar com os franceses.

O secretário de Estado de Obama, John Kerry, qualificou os atentados de “ataque contra a nossa humanidade comum”.

“Estamos esta noite ao lado do povo francês, como nossos povos sempre estiveram lado a lado nas horas mais obscuras. Estes ataques terroristas não farão mais que reforçar nossa determinação comum” – escreveu Kerry em um comunicado em Viena, onde deve participar neste sábado da reunião internacional sobre a guerra na Síria.

Em uma declaração unânime, os quinze países membros do Conselho de Segurança da ONU condenaram “da maneira mais firme os ataques terroristas odiosos e bárbaros” cometidos em Paris.

O Vaticano expressou sua emoção e pediu uma “resposta decisiva e solidária” após os atentados que deixaram pelo menos 120 mortos em Paris, citando “um ataque contra a paz de toda a humanidade”.

A Rússia igualmente condenou a série de “atentados atrozes” e os “assassinatos desumanos” em Paris. O presidente russo, Vladimir Putin, expressou seus pêsames, assim como o apoio e a solidariedade da Rússia ao presidente François Hollande, e ao povo francês.

O presidente iraniano, Hassan Rohani, adiou sua viagem prevista para a Europa e condenou os ataques, chamando-os de “crimes contra a Humanidade”.

O ministro saudita das Relações Exteriores, Adel al-Jubeir, condenou “os ataques terroristas odiosos”, considerando que constituem uma “violação de toda a ética, toda moral e toda religião”.

Já o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, se disse “profundamente chocado” e manifestou a “solidariedade” da UE.

“Estou muito chocado com os eventos de Paris. Nós manifestamos nossa plena solidariedade com o povo da França”, escreveu Juncker no Twitter

“Profundamente chocada”, também foram as palavras utilizadas pela chanceler alemã, Angela Merkel, segundo um comunicado oficial.

“O governo alemão está em contato com o governo francês e demonstra a compaixão e a solidariedade do povo alemão”, afirmou Merkel.

O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, expressou sua “solidariedade com seus irmãos franceses”.

“A Itália está junto a seus irmãos franceses, contra o atroz ataque à Paris e à Europa”, disse Renzi em sua conta Twitter. Roma convocou um comitê nacional de segurança no sábado pela manhã.

“A Europa, atingida em seu coração, saberá reagir à barbárie”, acrescentou

O chefe do governo espanhol, Mariano Rajoy, manifestou ao primeiro-ministro francês Manuel Valls a solidariedade da Espanha.

Rajoy conversou por telefone com Valls para expressar “suas condolências (…), toda sua solidariedade”.

Na Turquia, o presidente Recep Tayyip Erdogan pediu um “consenso da comunidade internacional contra o terrorismo”.

“Enquanto país que conhece perfeitamente os métodos e as consequências do terrorismo, compreendemos perfeitamente o sofrimento que a França vive atualmente”, acrescentou.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que seu país está ao lado da França.

“Israel está lado a lado com o presidente François Hollande e com o povo francês na guerra conjunta contra o terrorismo”, afirmou Netanyahu, que deu pêsames, em nome do povo israelense, às famílias das vítimas e desejou uma rápida recuperação aos feridos.

O Japão se declarou “chocado” e “revoltado” após os “atos de terrorismo desumano e odioso”.

“O terrorismo nunca vencerá a democracia”, afirmou o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg.

“Estou chocado com os acontecimentos desta noite em Paris”, escreveu o primeiro-ministro britânico David Cameron no Twitter. “Nossos pensamentos e orações vão para o povo francês”.

O Canadá também expressou sua solidariedade para com a França.

“O Canadá está com a França neste tempo sombrio e oferece toda a assistência possível”, declarou o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau.

“Consternada pela barbárie terrorista, expresso meu repúdio à violência e minha solidariedade para com o povo e o governo francês”, declarou a presidente brasileira Dilma Rousseff em sua conta no Twitter.

O prefeito de Nova York, que entrou em estado de alerta preventivo em função dos atentados de Paris, também exprimiu sua solidariedade.

“Os nova-iorquinos ficaram inconsoláveis de ver nossa cidade-irmã de Paris ser atingida por essa violência sem sentido”.

O governo da China afirmou que está “profundamente comovido” e “condena firmemente os ataques terroristas”.

“O terrorismo é o inimigo de toda a humanidade e a China apoia firmemente a França em seus esforços para combater o terrorismo”, disse Hong Lei, porta-voz do ministério das Relações Exteriores.

A China transmite “profundos pêsames” a França, completou.

“O Afeganistão, mais do que qualquer um, é vítima há muito tempo do terrorismo e compreende o sentimento de dor do povo francês”, reagiu o presidente afegão Ashra Ghani.

(AFP)

Tags:
Estado IslâmicoMundoTerrorismo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
3
SPANISH FLU
Philip Kosloski
Os poderosos conselhos do Padre Pio durante uma pandemia na Itáli...
4
Gelsomino Del Guercio
Estuprada, queimada viva e salva pela chuva: mas o milagre maior ...
5
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
6
Frank Stephens Global Down Syndrome Foundation
Reportagem local
“Eu tenho Síndrome de Down e não deveria precisar justifica...
7
Imagem de Nossa Senhora intacta após explosão
Francisco Vêneto
Viraliza imagem de Nossa Senhora intacta após explosão de carro-b...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia