Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 24 Junho |
São Rumoldo
home iconAtualidade
line break icon

Uma lição do papa Francisco aos extravagantes líderes do Quênia

Anadolu Agency

SIAME - publicado em 28/11/15

Sem precisar pronunciar a palavra CORRUPÇÃO, Francisco deixa claro qual é o sentido do serviço ao povo

Os gestos dizem mais que mil palavras. E, quando se trata de um país esmagado pela corrupção, a simplicidade do papa Francisco arrasa a parafernália oficial. Jornais impressos, sites e televisão do Quênia deram ampla difusão ao mesmo comentário: Francisco deu à esbanjadora classe política nacional uma lição de humildade.

A mídia da capital, Nairóbi, enfatizou o contraste entre a comitiva oficial do presidente Uhuru Kenyatta, composta por “um longo comboio de veículos caros de marcas como Mercedes, Toyota, Land Cruiser e Range Rover, todos sob manutenção dos contribuintes do Quênia”, enquanto o papa Francisco usou um modelo popular no país: um Honda Ballade.

Não só os cidadãos em geral ficaram espantados vendo o papa a bordo de um carro modesto diante do espalhafato dos políticos, como os comentaristas dos programas de TV soltaram observações espontâneas de surpresa: “It’s a Honda… Yes, it’s a Honda!”.

O Quênia é um dos países mais feridos pela corrupção e pela opacidade no continente africano. Os ativistas políticos opositores ao regime afirmam que, no governo de Uhuru Kenyatta, a corrupção é galopante e irrefreável, com perdas estratosféricas que aumentam a miséria do povo. O suborno é moeda corrente. Os índices de corrupção divulgados pela Transparência Internacional colocam o Quênia entre os piores do mundo. Nas enquetes, os quenianos dizem considerar a polícia, o judiciário e os políticos locais como os mais corruptos. Nos escalões mais altos do poder, os golpes midiáticos desviam as atenções para funcionários de nível mais baixo. O próprio presidente do país divulgou uma “Lista da Vergonha” com nomes de servidores acusados de corrupção – nenhum dos nomes, porém, era dos políticos poderosos que enriqueceram inexplicavelmente graças ao simples fato de fazerem parte do governo.

E qual foi o tema central do discurso do papa Francisco diante de juízes, deputados, senadores, ministros e do presidente do Quênia?

Sem sequer pronunciar a palavra “corrupção”, o pontífice puxou as orelhas do país denunciando “o mal que estremece a nação” e recordando as obrigações dos responsáveis pelos destinos políticos do Quênia:

“Eu os encorajo a trabalhar com integridade e transparência pelo bem comum e a fomentar um espírito de solidariedade em todos os âmbitos da sociedade. Eu os exorto, em particular, a se preocuparem verdadeiramente com as necessidades dos pobres, com as aspirações dos jovens e com a justa distribuição dos recursos naturais e humanos com que o Criador abençoou o seu país”.

O presidente se viu obrigado a tocar no assunto, ainda que de modo a eximir-se. Uhuru Kenyatta afirmou perante o papa:

“A corrupção desvia recursos e divide o nosso povo. Rouba a nossa segurança, a prosperidade e a nossa saúde. A corrupção nos coloca uns contra os outros, nos tira a esperança e nos assassina. A sociedade civil, os meios de comunicação, os líderes dos quatro cantos do país, todos nós, quenianos, sabemos que temos de vencer esta guerra contra a corrupção… Santo Padre, reze por nós enquanto lutamos esta guerra”.

A admiração pela singeleza do papa, entre os quenianos, não se deve apenas ao carro que ele usou. Francisco despertou um debate nacional sobre o sentido do serviço ao povo e sobre como os recursos e bens devem ser empregados para garantir este serviço.

Mais algum país a fim de admitir que o chapéu lhe serve?

Tags:
ÁfricaPapa FranciscoPolíticaViagemVirtudes
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
3
CARLO ACUTIS
Francisco Vêneto
Corpo incorrupto: quais foram os tratamentos aplicados ao rosto d...
4
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
5
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
6
lenda São Cipriano Santa Justina
Aleteia Brasil
São Cipriano era mesmo bruxo?
7
COMMUNION
Philip Kosloski
Antes da Comunhão, reze este ato de fé na presença real de Cristo
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia