Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Tenha calma, a vida vai preencher sua noite

© Schristia
Compartilhar

Uma leitura para você que às vezes se sente abandonado por Deus e não consegue encontrar uma saída para ser feliz

O Advento é um tempo de graças, um presente para nós. Um tempo de luz no meio da noite. Um tempo de promessas que me ajudam a confiar.

O Advento é espera no presente o sonho no futuro. É raiz e ramos estendidos ao vento. É poço e fonte, rio e mar. Profundidade e silêncio. É tempo de sonho e de alegria. É luz e música que enche minha alma. É tempo para dar e receber. Tempo para abraçar e caminhar calado.

Advento, tempo de velar. Velar para preparar o coração. Em meio a esta vida corrida que levamos. Quando a esperança é frágil.

Que difícil é velar junto a Deus! Os olhos pesam. Quero dormir. Mas sei que Deus quer que eu permaneça velando, com minha luz acesa. Com o fogo que não quero que se apague. Com minha lâmpada cheia de óleo. Então o tempo passa, a vida se esvai.

Acordo olhando para o horizonte. Quero despertar, como esses homens a quem Jesus tocava. Eram tocados e ficavam curados. Isso me comove. Jesus os tocava e eles despertavam para a vida. Ele passava e eles despertavam.

Quero permitir que Jesus me toque, e despertar diante da porta da sua vida. Quero que Ele se faça carne em meu interior e me toque, me cure.

Quero velar para ver a porta aberta, o limiar que me mostra horizontes infinitos. Quero que Jesus possa nascer e me tocar, me abraçar, me levantar.

Jesus se aproximava daqueles que se consideravam abandonados por Deus: tocava os leprosos, despertava a confiança naqueles que não tinham acesso ao templo e os integrava ao povo de Deus tal como Ele o entende. Estes devem ser os primeiros a experimentar a misericórdia do Pai.

Jesus quer me tocar em meio aos meus medos. Quer tocar minhas feridas e me curar. Quer me abraçar. Tenho medo de entregar-me e perder tudo. Mas Ele me pede confiança.

Viver o Advento é esperar que Deus se faça carne e me toque. Que Deus nasça com calma, em silêncio. Esperar que sua luz surja, mesmo quando parece que nada vai mudar.

Viver o Advento é sonhar com o abraço de Deus, o abraço da sua misericórdia infinita, esse abraço pelo qual tanto anseio. Advento é espera e desejo. Plenitude em crescimento. Vida que começa a brotar.

Que tal viver este Advento com intensidade? Saiba mais clicando aqui.