Aleteia

Quais são os 10 países em que os cristãos foram mais perseguidos em 2015?

Compartilhar
Comentar

World Watch List: o índice de perseguição anticristã aumentou 2,6% no mundo

A perseguição contra os cristãos no mundo cresceu 2,6% em 2015, de acordo com a World Watch List 2016, publicada pela organização humanitária Open Doors (Portas Abertas). Entre novembro de 2014 e novembro de 2015, foram assassinados 7.100 cristãos, contra 4.344 no ano precedente. Também cresceu o número de igrejas atacadas: foram mais de 2.400, contra 1.062 em 2014 (Tempi.it, 13 de janeiro).

COMO ACONTECE A PERSEGUIÇÃO

A World Watch List elenca os 50 países em que é mais intensa a perseguição sofrida pelos cristãos especificamente por causa da prática da sua fé. São examinadas seis áreas da sua vida:

  • o âmbito privado,
  • a família,
  • a comunidade em que residem,
  • a igreja que frequentam,
  • a vida pública do país em que vivem
  • o grau de violência que padecem.

Quanto maior a “pontuação” resultante dessas variáveis, maior é a perseguição sofrida (OpenDoorsUSA.org, 13 de janeiro).

A LIDERANÇA DA COREIA DO NORTE

No topo da lista pelo décimo quarto ano consecutivo permanece a Coreia do Norte, dominada pelo ateísmo de Estado. O líder Kim Jong-Un se opõe violentamente a qualquer ideologia ou crença diferente do pensamento do regime comunista (Agensir, 13 de janeiro).

Os cristãos na Coreia do Norte procuram esconder a sua fé tanto quanto possível para evitar a prisão e a deportação para os campos de trabalhos forçados; mesmo assim, estima-se que entre 50 mil e 70 mil cristãos estejam ou presos ou forçados a trabalhos braçais nesses campos de concentração.

PAÍSES MUÇULMANOS E GOVERNOS INSTÁVEIS

Depois da Coreia do Norte, figuram entre os dez países onde a perseguição é mais grave o Iraque, a Eritreia, o Afeganistão, a Síria, o Paquistão, a Somália, o Sudão, o Irã e a Líbia. A maioria dos países do ranking são predominantemente muçulmanos e quase todos se caracterizam por uma situação política instável.

O MACABRO DOMÍNIO DA NIGÉRIA

Embora não esteja entre os dez países que mais perseguem cristãos, a Nigéria foi, em 2015, a triste “campeã” na quantidade absoluta de cristãos assassinados: 4.028, de um total mundial de 7.100. Sozinha, portanto, a Nigéria somou mais mortes do que todos os outros 49 países juntos. O segundo lugar é ocupado pela República Centro Africana, com 1.269 mortes. Até o sétimo lugar, todos os países são africanos: Chade, República Democrática do Congo, Quênia, Camarões e Líbia.

A SURPRESA DA COLÔMBIA, DA TURQUIA E DO MÉXICO

Entre os países “inesperados” no ranking, observa a Agensir, surpreendem o México em 40º lugar, a “ocidentalizada” Turquia em 45º e a Colômbia em 46º. A Colômbia é formalmente um país democrático em que é garantida a liberdade religiosa, mas existem grandes áreas sob controle do crime organizado e de grupos paramilitares ditos “revolucionários”: um contexto em que a impunidade é a norma. No caso mexicano, a perseguição afeta os cristãos que tentam melhorar uma realidade social corrupta e manipulada, além de brutalmente impactada pela violência do narcotráfico.

Compartilhar
Comentar
Boletim
Receba Aleteia todo dia