Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 03 Dezembro |
São Cromácio de Aquileia
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Estado Islâmico ataca de novo instalações petroleiras na Líbia

Agências de Notícias - publicado em 22/01/16

O novo ataque ocorre dois dias após o anúncio da formação de um governo de unidade nacional

O grupo Estado Islâmico (EI) lançou nesta quinta-feira um novo ataque contra instalações petroleiras no norte da Líbia – noticiou a agência oficial Lana.

De acordo com a fonte, os combatentes do EI atacaram ao amanhecer os depósitos de Ras Lanuf, na principal zona petrolífera do país, 650 km a leste de Trípoli, anunciaram a Companhia Nacional de Petróleo (NOC) e a imprensa.

“Vários depósitos cheios de petróleo se incendiaram”, declarou a NOC.

Além disso, “foram derrubadas várias torres elétricas e linhas de alta tensão que alimentam os bairros residenciais e a zona industrial”, acrescentou a empresa, com sede em Trípoli.

“A situação em Ras Lanuf é catastrófica em nível ambiental”, completou.

O novo ataque ocorre dois dias após o anúncio da formação de um governo de unidade nacional, um passo previsto no plano da ONU para tirar o país do caos em que se encontra desde a queda e a morte de Muanmar Kadhafi em 2011.

Na Líbia, um país com dois governos e dois parlamentos rivais, a comunidade internacional pede a ambas as partes que entrem em acordo para lutar melhor contra o EI. O grupo controla a cidade de Sirte e seus arredores.

Segundo o governo francês, a organização extremista contaria com 3.000 combatentes no país norte-africano.

O emissário da ONU para a Líbia, Martin Kobler, insistiu novamente nesta quinta-feira na urgência de se fazer o processo político na Líbia avançar, já que “mais uma vez houve um ataque terrorista contra os recursos da Líbia”.

As maiores reservas de cru da África

Ao atacar Ras Lanuf, o Estado Islâmico “destrói a possibilidade de um renascimento econômico da Líbia”, disse o embaixador britânico nesse país, Peter Millet.

O porta-voz da NOC, Mohamad al Manfi, indicou à AFP que o EI “lançou foguetes contra os depósitos de petróleo da empresa Harouge”. Dois deles “estão em chamas”, relatou.

Até o momento, ninguém reivindicou o ataque.

Os depósitos de Harouge se localizam a 9 km do porto de Ras Lanuf. Três oleodutos principais alimentam os 13 depósitos, de capacidade de 6,5 milhões de barris, segundo o site da companhia.

Presente na Líbia, o EI já realizou, no início da janeiro, dois ataques perto de importantes instalações petroleiras nas cidades de Al Sedra e Ras Lanuf (norte).

Há semanas, o grupo jihadista tenta se estender da cidade de Sirte (a 450 km a leste de Trípoli) para o leste, para alcançar a zona onde se encontram os principais terminais petroleiros líbios.

A Líbia, integrante da Opep, dispõe das reservas de petróleo mais importantes da África, estimadas em 48 bilhões de barris.

Sua produção era de 1,6 milhão de barris diários (mbd) em 2011, quando explodiu a rebelião que acabou com o regime de Muanmar Kadhafi, e desde então caiu em um terço.

No plano político, continuam as discussões para estabelecer um governo de união com 32 ministros, que seria dirigido por um empresário de Trípoli, Fayez el Sarraj.

Um de seus desafios é sua instalação em Trípoli, onde a capital está instalada desde o verão (boreal) de 2014 sob controle de milícias. Parte delas é islamita.

Uma vez instalado, o governo poderia contar com a ajuda de países estrangeiros, sobretudo, europeus, com Itália à frente. Essa ex-potência colonial tem grandes interesses no país, tanto para lutar contra o EI quanto contra os traficantes de pessoas.

(AFP)

Tags:
Estado IslâmicoMundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia