Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 17 Abril |
Santa Catarina Tekakwitha
home iconReligião
line break icon

“Tanto no Oriente quanto na Europa, é a Virgem Maria quem vai nos salvar”

Aleteia Brasil - publicado em 12/02/16

“Eu tenho amigos muçulmanos que começam a deixar o islã porque eles percebem que não podemos viver na violência”, conta o padre Najib, refugiado no Iraque

O padre dominicano Najib Michail, refugiado iraquiano em Erbil, foi o convidado de honra de uma conferência realizada em Paris no dia 2 de fevereiro em apoio aos cristãos do Oriente.

VEJA TAMBÉM o seu aterrador depoimento sobre o dia em que os cristãos fugiram dos terroristas do Estado Islâmico: “Eles iam matar todos nós. Fiz minha última oração e dei a absolvição a todos – inclusive aos muçulmanos

Aleteia conversou com ele na França.

Aleteia: Qual é o sentimento religioso dos refugiados em Erbil?

Pe. Najib: Eu acho que, hoje, nós não temos mais o mesmo discurso de um ano atrás. Nós estávamos muito otimistas e esperávamos voltar para casa assim que Mossul e Nínive fossem libertadas. Infelizmente, as pessoas tiveram que enxergar, com mais realismo, que a libertação não está chegando. Sinjar foi libertada já faz seis ou sete meses, mas ainda não podemos voltar, e vai ser a mesma coisa para a planície de Nínive e Mossul. Há uma perda de confiança entre as pessoas, religiões, raças.

Mesmo assim, os cristãos não perderam a fé, que, na minha opinião, permanece muito enraizada. Eles estão ligados à sua terra, e até os que estão no processo de deixá-la para trás dizem que é só temporário e que eles vão voltar para casa um dia. Embora muito poucos retornem mesmo, a boa semente nunca morre e vai permanecer na Mesopotâmia. A fé não é coisa minha, mas do Espírito Santo. Deus nos deu a graça da fé, então eu tenho que fazê-la crescer, mas o proprietário é Deus.

Aleteia: Os refugiados cristãos vêem na desgraça a cruz e um martírio salutar?

Pe. Najib: Deus, sem dúvida, tem planos salutares para todos os seres humanos, sejam eles cristãos, judeus, muçulmanos ou ateus. Pessoalmente, eu vejo a cruz plantada na terra sobre o Gólgota, nesta realidade selvagem, mas elevada para o céu à medida que recebemos a nossa força de Deus. Ao mesmo tempo, os dois braços da Cruz nos fazem ir aos quatro cantos do mundo para abraçar a humanidade e levar a Boa Nova, o Amor de Cristo, o Amor da Ressurreição. Eu tenho amigos muçulmanos que começam a deixar o islã porque eles percebem que não podemos viver na violência. Há muitos muçulmanos que são pessoas profundamente boas e que se dão conta de que juntos nós podemos derrotar o terrorismo e o obscurantismo que deixa os crentes aprisionados a textos datados, que não podem ser aplicados em nosso contexto moderno.

Aleteia: Vocês conseguem celebrar a missa? Vocês têm hóstias?

Pe. Najib: É claro! Nós temos pão, uvas, tudo. Não temos nenhum problema neste ponto. Muitas pessoas, nas horas difíceis, se apegam à fé tremendamente. Nos dois campos de refugiados, Al Amal (“A Esperança”) e Al Karma (“A Vinha”), até falta espaço para as pessoas se sentarem durante a missa. Todas as igrejas em Erbil estão cheias de fiéis que vão comungar e rezar. Nos dois centros, todos os dias e sem precisarmos pedir às pessoas, elas rezam o rosário às 10h da noite. Os fiéis rezam e cantam à Virgem Maria e depois vão dormir. Eu acredito, e isto também é válido para a Europa, que é a Virgem Maria quem vai nos salvar. Temos que pedir, rezar o rosário, dizer que somos cristãos, que acreditamos em um Deus amoroso, e não hesitar. Os terroristas não hesitam em matar pessoas, então por que deveríamos ter vergonha de orar por eles e amá-los?

Entrevista realizada por Aliénor Gamerdinger

Tags:
Estado IslâmicoPerseguiçãoTerrorismo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
3
Ordenação sacerdotal
Francisco Vêneto
Ex-testemunha de Jeová será ordenado padre católico aos 25 anos
4
Pe. Zezinho
Reportagem local
Não desprezem o templo nem posem de católicos avançados, alerta o...
5
MARY, CRUSH, SNAKE
Desde la Fe
10 poderosas armas para lutar contra o demônio
6
SPANISH FLU
Bret Thoman, OFS
Como o Padre Pio encarou a pandemia de gripe espanhola
7
Reportagem local
Hoje celebramos Santa Bernadette, a menina que viu Nossa Senhora ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia