Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 01 Agosto |
home iconEstilo de vida
line break icon

Cheiro dos recém-nascidos é viciante para mães, diz estudo

Sempre Família - publicado em 18/02/16

Um estudo canadense forneceu mais informações sobre a atração que as mães sentem pelo cheiro da pele dos bebês

A atração natural que praticamente qualquer mulher tem por recém-nascidos pode ter bases biológicas relacionadas às funções maternais e ao cheiro exalado pelos pequenos que acabam de chegar ao mundo. Pela primeira vez, uma equipe internacional de pesquisadores encontrou evidências desse fenômeno nas redes neurais associadas à recompensa.

“Os sinais químicos olfatórios usados na comunicação entre a mãe e a criança são intensos”, explica Johannes Frasnelli, da Universidade de Montreal, em reportagem do site LifeNews. “O que nós mostramos pela primeira vez é que o odor dos recém-nascidos, que faz parte desses sinais, ativa o circuito neuronal de recompensa nas mães. Esse circuito é especialmente ativado quando você come depois de ter sentido muita fome, mas também se verifica em viciados consumindo droga. É a satisfação do desejo.”

Para o experimento, os pesquisadores apresentaram a dois grupos de 15 mulheres o cheiro de recém-nascidos, enquanto o seu cérebro era monitorado. O primeiro grupo era composto por mulheres que deram à luz de três a seis semanas antes do experimento e o outro grupo era formado por mulheres que nunca foram mães. Nenhuma delas era fumante. Os odores foram recolhidos dos pijamas de recém-nascidos de dois dias.

Embora ambos os grupos tenham percebido o cheiro de recém-nascidos com a mesma intensidade, os exames mostraram uma maior atividade no sistema dopaminérgico do núcleo caudado nas mulheres que já tinham dado à luz. Localizado no centro do cérebro, o núcleo caudado é uma estrutura dupla que abrange os dois hemisférios do tálamo. “Essa estrutura tem um papel importante no sistema de recompensa”, explica Frasnelli. “E a dopamina é o principal neurotransmissor no circuito neuronal de recompensa.”

O sistema força a motivação a trabalhar de uma maneira específica devido ao prazer associado a um determinado comportamento. “Esse circuito nos faz desejar certos alimentos e causa dependência do tabaco e de outras drogas”, diz o pesquisador. “Nem todos os cheiros engatilham essa reação. Somente aqueles associados à recompensa, como comida ou satisfação de um desejo, causam essa ativação.”

A dopamina está também relacionada com o prazer sexual e outras formas de gratificação. Ratos de laboratório cujos níveis de dopamina são estimulados por eletrodos se tornam tão viciados que param de comer.

Para a equipe, esses resultados mostram que o odor de recém-nascidos contribui para o desenvolvimento de respostas motivacionais e emocionais entre a mãe e o filho estimulando funções maternais como a amamentação e a proteção. O laço entre a mãe e o filho que faz parte do sentimento de amor maternal é um produto da evolução através da seleção natural em um ambiente em que uma ferramenta como essa era essencial para a sobrevivência do bebê.

O experimento, no entanto, não permite determinar se a ativação mais forte do sistema dopaminérgico nas mães se dá devido a uma resposta orgânica relacionada ao próprio parto ou se é uma consequência da experiência olfatória desenvolvida pelas mães com os seus próprios bebês. “É possível que o nascimento do bebê cause mudanças hormonais que alteram o circuito de recompensa no núcleo caudado, mas também é possível que a experiência tenha um papel importante”, diz Frasnelli.

Com informações de LifeNews.

(Colaborou: Felipe Koller, via Sempre Família)

Tags:
BebêsMaternidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia