Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 29 Setembro |
São Miguel, São Gabriel e São Rafael
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

O muçulmano preso e torturado que desenhava Maria em sua cela na Síria

web-syria-boy-drawing-virgin-mary-c2a9-asianews-it.jpg

Sylvain Dorient - publicado em 23/02/16

Khalifa al-Khoder passou sete meses de terror numa prisão do Estado Islâmico e encontrou na Virgem Maria uma “mensagem de esperança”

Khalifa al-Khoder, um jovem muçulmano sírio de 21 anos de idade, decidiu continuar morando em Aleppo apesar da tensão permanente que pesa sobre a cidade – Aleppo não apenas se vê regularmente privada de água e de eletricidade, como também é alvo da vasta ofensiva do exército árabe da Síria em sua tentativa de cortar a rota de provisões dos rebeldes, que passa pela Turquia. Dilacerada entre as zonas “legalista” e “rebelde” e sujeita a constantes bombardeios, a antiga capital econômica da Síria é hoje um campo de ruínas.

“Eles pintaram as paredes de preto”

Khalifa al-Khoder nasceu em Raqqa, onde a situação é pior ainda: sua cidade natal se tornou a capital do autoproclamado Estado Islâmico. O jovem, que continuava viajando entre as duas cidades, relata ao jornal francês L’Orient Le Jour: “Depois de cada ida e volta, eu notava as mudanças radicais: todos os muros tinham sido pintados de preto. O número de [milicianos] estrangeiros não parava de aumentar”. Em uma de suas viagens, Khalifa foi preso e submetido a severos interrogatórios em uma prisão regida por regras sinistras: “A oração é obrigatória, senão você é torturado. As refeições são servidas duas vezes por dia. A cada quarenta dias, eles nos davam uma navalha que tinha que servir para cinco presos. Se alguém raspava a barba totalmente, era levado para a sala de tortura. Nós devíamos raspar só o bigode, entre as pernas e debaixo dos braços”.

“Você lambe os pés dos cristãos?”

Khalifa al-Khoder começou a fazer desenhos em sua cela. Entre eles, um era a Virgem Maria, a quem ele vê como “mensagem de paz”. Os jihadistas descobriram o desenho e ficaram furiosos: “Você lambe os pés dos nazarenos (cristãos)?”.

Torturado, o jovem confessou ao mesmo tempo o desenho e outro “crime” imaginário: ele teria fotografado os soldados do Exército Sírio Livre. Khalifa al-Khoder foi condenado à morte, mas depois perdoado por Abu Bakr El Baghdadi, o pseudo-califa do pseudo-Estado. Mantido preso, ele descobriu que, mesmo “perdoado”, um prisioneiro como ele já tinha sido executado.

Khalifa al-Khoder então tentou fugir. E conseguiu. O jovem que, no inferno, desenhou e recorreu à Virgem Maria agora sonha em se tornar jornalista e, principalmente, em escrever com liberdade a sua própria história.

Tags:
Estado IslâmicoMaria
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia