Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 24 Janeiro |
São Vicente Pallotti
home iconAtualidade
line break icon

Macedônia lança gás lacrimogêneo contra migrantes na fronteira com a Grécia

Agências de Notícias - publicado em 29/02/16

A tensão na fronteira greco-macedônia aumentou nesta segunda-feira, após a polícia macedônia utilizar gás lacrimogêneo contra centenas de migrantes que tentavam forçar a cerca fronteiriça para protestar contra o fechamento das fronteiras, uma questão que divide a União Europeia.

Mais de 7.000 migrantes e refugiados permaneciam retidos nesta segunda no posto grego de Idomeni após as restrições impostas por vários países, incluindo Macedônia, sobre o número de pessoas autorizadas a entrar em seus territórios.

Enquanto que, no domingo, a Macedônia deixou quase nenhum migrante atravessar, ao amanhecer desta segunda 300 iraquianos e sírios puderam finalmente entrar no país.

Ao meio-dia, outro grupo de 300 iraquianos e sírios, incluindo mulheres e crianças, forçou um cordão policial grego e derrubou parte da cerca de arame farpado que marca a fronteira com a Macedônia.

A polícia macedônia respondeu disparando gás lacrimogêneo para afastar os migrantes e impedi-los de entrar em seu território.

Segundo a ONG Médicos do Mundo (MDM), “pelo menos 30 pessoas precisaram de atendimento médico, incluindo muitas crianças”. De acordo com MDM, o atual número de migrantes em Idomeni é quatro vezes maior do que a capacidade dos dois campos, instalados perto da passagem de fronteira, e muitas pessoas têm que dormir nos campos.

Abdaljalil, um sírio de 22 anos de idade de Aleppo, diz estar desesperado: “Ninguém nos explica por que não podemos atravessar. A situação é muito difícil aqui, não há espaço nem comida (…) e eu não posso retornar para Aleppo”.

A Macedônia é o primeiro país na rota dos Balcãs, utilizada por migrantes que chegam nas ilhas gregas a partir da costa turca e que desejam chegar aos países da Europa do Norte e Central.

‘Plano de emergência’

Depois da Áustria, o primeiro país a adotar um sistema de cotas, a Croácia e a Eslovênia, membros da UE, bem como a Macedônia e a Sérvia, decidiram na semana passada limitar o número de migrantes admitidos no seu território, provocando protestos em Atenas.

A Grécia alertou que entre 50.000 e 70.000 pessoas poderiam se ver bloqueadas no país em março, contra 22.000 atualmente.

A chanceler alemã Angela Merkel lamentou no domingo a decisão “unilateral” da Áustria, tomada antes de uma reunião ministerial europeia na quinta-feira passada em Bruxelas.

“Podemos acreditar seriamente que os países (da zona do) euro lutaram até o fim para que a Grécia permanecesse no euro (…) para um ano mais tarde, no final, permitir, por assim dizer, que a Grécia mergulhe no caos?”, afirmou Merkel.

A Áustria “não deve receber lição de ninguém”, respondeu a ministra do Interior austríaca, Johanna Mikl-Leitner, lembrando que foi a Alemanha que, sem anunciá-lo, começou em dezembro a filtrar os migrantes na sua fronteira com a Áustria.

Enquanto que as dissensões aumentam no seio da UE, Mina Andreeva, porta-voz da Comissão Europeia, disse nesta segunda-feira que “um plano de contingência estava sendo desenvolvido para ajudar a Grécia” e outros países da Europa ocidental, “a fim de evitar uma possível crise humanitária”.

A UE “utiliza todos os instrumentos disponíveis para reforçar as capacidades de recepção, transferência e gestão do problema nas fronteira”, assegurou.

Em Atenas, uma reunião foi marcada para esta segunda entre o ministério do Interior e a União dos municípios do país (Kede) para gerir o problema das estruturas de acolhimento.

Além dos centros de triagem e registro (hotspots) instalados nas ilhas gregas, dois campos de acolhimento foram recentemente abertos na Grécia continental, com uma capacidade de 2.000 pessoas cada atualmente.

Ex-sedes olímpicas em Hellinikon, subúrbio a sul de Atenas, também foram disponibilizadas aos migrantes.

Na França, as autoridades começaram nesta segunda-feira a desmantelar uma parte do maior campo de migrantes do país, a “selva” de Calais (norte), onde sobrevivem entre 3.700 e 7.000 pessoas, de acordo com diferentes fontes.

A evacuação da zona sul do acampamento, contestada por migrantes e associações, foi autorizada na quinta-feira pela justiça administrativa, levando ao restabelecimento pela vizinha Bélgica do controle na fronteira.

Os migrantes da “selva” deverão ser transferidos para abrigos em Calais ou em outras partes na França.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
2
Aleteia Brasil
5 milagres que a ciência tentou, mas nunca conseguiu explicar
3
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
4
Aleteia Brasil
O testemunho de São Sebastião, o soldado mártir do Império Romano
5
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
6
FAMILY PRAY
Philip Kosloski
Oração para manter as crianças longe do perigo
7
Daniel Neves e Nossa Senhora dos Rins
Francisco Vêneto
Nossa Senhora dos Rins e a devoção de um menino que pede a graça ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia