Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 19 Outubro |
Santos Mártires Canadenses
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Hillary e Trump se aproximam de indicação presidencial nos EUA

Agências de Notícias - publicado em 16/03/16

Hillary Clinton deu um grande salto em direção à indicação do Partido Democrata após a realização de uma nova “Super Terça” das primárias nos Estados Unidos, enquanto o milionário Donald Trump seguiu seu caminho em direção à vitória entre os republicanos, apesar de ter sofrido uma derrota em Ohio.

O magnata de 69 anos venceu em Illinois, Carolina do Norte e Flórida, onde sepultou as aspirações do jovem senador deste estado, Marco Rubio, que imediatamente anunciou a retirada de sua candidatura.

“Vamos vencer, vencer, vencer e não nos deterão”, disse Trump em Palm Beach, Flórida, fazendo um apelo para unir o Partido Republicano.

Sua retórica beligerante contra os imigrantes latinos clandestinos não foi um problema neste estado do sudeste americano com uma forte população de origem latino-americana.

Com estas vitórias (também venceu no arquipélago americano das Marianas do Norte), a noite foi quase perfeita para Trump, mas o ex-astro de televisão foi derrotado em Ohio para John Kasich, o governador local.

Ocorreram menos problemas para Hillary, que venceu o senador “democrata socialista” Bernie Sanders na Flórida, Illinois, Carolina do Norte e Ohio.

Mas no Missouri os resultados eram tão apertados, com uma diferença de menos de 1%, que a contagem foi suspensa para considerar as abstenções e os votos do exterior, informou a CNN. As leis deste estado permitem solicitar uma recontagem quando a diferença é muito apertada.

Desafio para Bernie

“Estamos mais próximos de garantir a indicação do Partido Democrata e de vencer esta eleição em novembro”, disse Hillary, apontando suas armas a Trump.

As derrotas de Sanders em Ohio e Illinois, estados industriais onde o combativo senador partia com vantagem, complicam suas possibilidades: precisa vencer por grandes margens para reduzir a vantagem de Hillary.

“Torna-se muito difícil para Bernie Sanders”, disse à AFP Dennis Goldford, professor de ciência política da Universidade Drake.

Kasich, o novo “antiTrump”

Rubio, o jovem senador chamado por alguns de o “Obama republicano”, acabou com semanas de agonia depois de um desempenho decepcionante nas primárias, sem que seu discurso otimista tenha conseguido conquistar os votos de um eleitorado revoltado com a classe política.

“Os Estados Unidos estão no meio de uma verdadeira tempestade política, um verdadeiro tsunami. E deveríamos ter previsto isso, as pessoas estão chateadas e muito frustradas”, admitiu este filho de imigrantes cubanos diante de seus seguidores em Miami.

O adeus de Rubio foi um duro golpe para os dirigentes republicanos, que desesperadamente tentam deter a marcha de Trump. Agora Kasich passa a ser a última esperança das forças “antiTrump”.

“A pergunta agora é, poderá seguir obtendo doações e pode construir uma organização?” de campanha, se perguntou à AFP Paul Beck, professor da Universidade Ohio State.

Há ainda outro aspirante no campo republicano: o senador ultraconservador Ted Cruz, que convocou a unir forças com ele para vencer Trump.

“Donald pode ser a única pessoa no mundo que Hillary Clinton pode vencer na eleição geral”, disse Cruz.

Mas, beneficiado com a divisão de delegados, Trump, o executivo de Nova York por quem ninguém apostava um centavo há nove meses, se aproximava um pouco mais de seu objetivo: carregar as cores do Partido Republicano nas presidenciais de 8 de novembro.

Depois das primárias de terça-feira, Trump superou a metade dos 1.237 delegados necessários para conquistar a indicação, enquanto Hillary ultrapassou esta barreira há dias.

Confiante, Trump alertou nesta quarta-feira que poderá haver distúrbios caso o Partido Republicano rejeite indicá-lo como candidato para a eleições presidenciais.

“Acho que haverá distúrbios. Acho que distúrbios porque represento uma quantidade enorme, de milhões de pessoas”, declarou o magnata à CNN.

O mundo acompanha

Os ataques incendiários de Trump contra imigrantes e muçulmanos, suas ameaças de construir um muro na fronteira com o México e deportar ilegais despertou a condenação da direita e da esquerda, e mais recentemente do presidente Barack Obama.

Sem citar diretamente Trump, Obama confessou estar chocado pelo teor da campanha.

“Escutamos uma retórica vulgar e divisiva orientada contra mulheres, minorias ou pessoas que não se parecem conosco ou rezam como nós”, disse o presidente.

“As pessoas ao redor do mundo estão olhando. O tom e o teor do debate têm um impacto em como as pessoas no mundo encaram os Estados Unidos”, acrescentou.

Mas o discurso populista de Trump faz sucesso, inclusive entre democratas como Katherine Berry, de 69 anos.

“Não precisamos de todos estes ilegais. Tomam nossos empregos, têm direitos e os americanos não têm direitos”, disse à AFP em frente a um centro de votação em Canton (Ohio).

“Hoje votei democrata. Mas se Trump vencer votarei nele na eleição geral”, afirmou.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
2
AVENIDO BROTHERS
Agnès Pinard Legry
Três irmãos são ordenados padres no mesmo dia
3
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
4
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
5
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
6
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
7
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia