Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

O segredo de Jesus para viver em tempos difíceis

Compartilhe este artigo para ter a chance de ganhar uma peregrinação a Roma
Compartilhar
Compartilhei
Total de Pontos

Nós ignoramos isso, sob o nosso próprio risco

Vivemos tempos difíceis.

Não há absolutamente nenhuma dúvida sobre isso.

No Evangelho de Mateus, capítulo 24, Jesus prediz a destruição do Templo em 70 dC, e também profetiza sobre o fim do mundo. Os estudiosos divergem sobre qual evento Ele está se referindo em diferentes pontos do texto. Mas, independentemente dos detalhes, em Mateus 24 Jesus está falando sobre o que acontece em tempos difíceis, e como os cristãos deveriam responder.

Recentemente, um versículo neste capítulo se estendeu para mim.

Jesus diz: “E, crescendo a injustiça, vai esfriar o amor de muitos” (24,12).

Em outras palavras, tempos difíceis podem provocar que as chamas da caridade em nossos corações esfriem.

Jesus então diz: “Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo” (24,13).

Perseverar em quê?

No amor.

Aquele que perseverar no amor será salvo.

Deus nos pede, mesmo em tempos difíceis, para perseverar no amor.

É obra do diabo que a palavra “amor” soe tão “molenga” nesses dias. As pessoas ouvem uma exortação ao amor e muitas vezes demonstram insistência; e nós precisamos ser sensatos. Precisamos proteger nós mesmos e nossos entes queridos. Precisamos lutar contra o mal e gritar a verdade.

Verdade.

Então, como podemos saber com o que o amor verdadeiro se parece?

Amor verdadeiro, o amor ágape, se parece com Jesus.

Jesus era um contador da verdade. Ele deixou as pessoas desconfortáveis. Mas Ele também comeu com pecadores e convidou-os a segui-lo. Ele interagiu e debateu com os escribas e fariseus, até o amargo fim. Ele não levantou as mãos e foi embora, ou atirou pedras contra eles de longe. Jesus recebeu seus inimigos. Ele não desistiu, não importa quão veemente ou vigorosamente tenha discordado do ponto de vista da outra pessoa.

Jesus misturou com seus “inimigos”. Ele permitiu que Judas permanecesse em seu círculo interno até o último momento de sua traição. Ele fez isso, presumivelmente, porque é a coisa cristã a fazer, mas, também, porque Ele queria nos mostrar que o nosso amor deve ser estendido aos outros até que não tenha mais volta.

Jesus ensinou como responder às realidades difíceis com sua exortação para amar nossos inimigos. Ele fez isso para mostrar-nos que o nosso amor, enraizado no amor de Cristo, pode desempenhar um papel em transformar inimigos em amigos de Deus.

E depois há outra razão relacionada que Jesus nos diz para amar os nossos inimigos…

Jesus nos diz para amar os nossos inimigos porque Ele sabe que a resposta humana natural para o mal e para tempos difíceis é que o nosso amor esfrie. E, quanto mais frio se torna o nosso amor, mais nos aproximamos do Inferno, o lugar mais distante do amor de Deus.

Quando nosso amor torna-se frio na face do mal, tornamo-nos o próprio mal que nós odiamos, o próprio mal que Deus odeia. Mas Deus não quer que nos tornemos o mal que Ele odeia, mesmo que seja no processo de lutar contra ele. Jesus quer que nos tornemos como Ele .

Então, nós atiçamos as chamas do nosso amor cristão, fazendo exatamente o que o nosso instinto humano nos diz para não fazer: nós amamos nossos inimigos.

Nós amamos nossos inimigos em vez de permitir que o nosso amor torne-se frio.

 

Selecione como você gostaria de compartilhar.

Compartilhar
* O crédito para artigos compartilhados será fornecido somente quando o destinatário do seu artigo compartilhado clicar no URL de referência exclusivo.
Clique aqui para mais informações sobre o Sorteio da Aleteia de uma Peregrinação a Roma

Para participar do Sorteio, você precisa aceitar os Termos a seguir


Ler os Termos e Condições