Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 04 Março |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Defensor do laicismo assassinado em Bangladesh

f35e23c6aeea0cee04826cb6e6c176c94581d0e1.jpg

Agências de Notícias - publicado em 07/04/16

Um estudante de Direito que publicava mensagens contra o islamismo radical em sua página do Facebook foi assassinado na quarta-feira à noite em Dacca, no mais recente ataque contra os defensores do laicismo em Bangladesh.

Homens armados com facões mataram Nazimuddin Samad, de 26 anos, perto da universidade.

“Ao menos quatro pessoas atacaram Nazimuddin Samad na cabeça com facões. Quando ele caiu no chão, um deles atirou com um revólver à queima-roupa. Ele morreu na hora”, afirmou Syed Nuril Islam, comandante da polícia de Dacca, à AFP.

“Foi um assassinato seletivo, mas não foi reivindicado”, completou o policial.

O jornal Dhaka Tribune informou que os criminosos gritaram “Allahu Akbar” (Deus é grande) no momento do ataque, em uma rua muito movimentada nas proximidades da Universidade Jagannath.

Imran Sarker, que lidera a principal rede de blogueiros de Bangladesh, afirmou que Samad havia participado nas manifestações de 2013 contra os principais líderes islamitas acusados de crimes de guerra durante a guerra de independência (1971).

“Era um militante do laicismo e uma voz forte contra a injustiça social. Era contrário ao fundamentalismo islâmico”, declarou Sarker.

No ano passado, quatro blogueiros defensores do laicismo e um editor foram assassinados em Bangladesh, provavelmente por islamitas. A polícia prendeu supostos membros de um grupo considerado ilegal, Ansarullah Bangla Team, mas nenhum julgamento foi realizado até o momento.

(AFP)

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia