Aleteia
Quinta-feira 01 Outubro |
São Bavão de Gand
Religião

Bergoglio, Quarracino e Laghi: entre história e sugestões

Juan Mabromata

Vatican Insider | Abr 15, 2016

Sem a nunciatura de Pio Laghi na Argentina, Bergoglio dificilmente se tornaria Papa Francisco

Por Luis Badilla e Francesco Gagliano

Entre o núncio Pio Laghi e Jorge Mario Bergoglio, os aspectos imponderáveis da história teceram uma relação singular, a ponto de se poder apostar que, sem a nunciatura de Pio Laghi na Argentina, Bergoglio dificilmente se tornaria Papa Francisco.

Sabemos que se trata de uma hipótese, quase de uma espécie de sugestão histórica retrospectiva não demonstrável, mas, como vamos tentar provar, há nessa hipótese muitas circunstâncias, fatos, decisões e coincidências fortuitas que a tornam plausível e talvez muito provável.

Bergoglio em Córdoba: o noviciado e a escuridão interior

Pode-se dizer que tudo começou na cidade argentina de Córdoba, onde Bergoglio viveu em dois períodos diferentes, ambos fundamentais na sua vida: primeiro, como noviço jesuíta (1958-1960 aos 23 anos) e – 32 anos depois – quando era sacerdote, aos 54-55 anos (1990-1992), depois uma estadia na Alemanha, para onde ele havia se mudado em março de 1986. Dois anos inteiramente dedicados a ser confessor e diretor espiritual que Jorge Mario Bergoglioconsidera como um período de “purificação interior”, e que quase todos os biógrafos apresentam, em vez disso, como um “exílio silencioso”; “como uma noite, com alguma escuridão interior” (1).

Portanto, é difícil aferrar na sua completude e profundidade o percurso sacerdotal de Bergoglio se não levarmos em conta essas duas estadas cordobenses: o amadurecimento da vocação e a experiência da exclusão.

Bergoglio, desde cedo, muito jovem, se apaixonou por essa cidade, a quase 900 km a noroeste da capital Buenos Aires, no coração do país, e que ele percorreu a pé muitas vezes e que, como sempre disse, conhece tão bem quanto Buenos Aires. O padre Bergoglio, embora para estadias muito curtas, voltou várias vezes para Córdoba. Uma dessas suas visitas rápidas foi determinante na vida do futuro papa ou, melhor, talvez a mais decisiva.

Quarracino – Bergoglio

No fim dos anos 1980, Bergoglio, chamado de volta para Córdoba para conduzir um retiro espiritual, encontrou-se, pela primeira vez, com o então arcebispo de Buenos Aires, Dom Antonio Quarracino, que ficou fortemente impressionado com a personalidade do jesuíta, em particular com a franqueza e, ao mesmo tempo, com a profundidade das suas pregações.

Foi o momento em que, entre Quarracino e Bergoglio, criou-se uma importante parceria, a tal ponto que o purpurado de Buenos Aires pediria várias vezes ao Papa João Paulo II – encontrando também resistências – a nomeação de Bergoglio como seu auxiliar na diocese da capital. Por fim, no dia 20 de maio de 1992, João Paulo II aceitou o pedido de Quarracino e nomeou Jorge Mario Bergoglio como bispo auxiliar de Buenos Aires.

Evangelina Himitián, autora da primeira biografia do Papa Francisco, publicada logo depois da eleição de Jorge Mario Bergoglio, relata como Juan Carlos Camaño, professor de teologia da Universidade Católica Argentina (UCA), descreveu o primeiro encontro entre Quarracino e Bergoglio: “Eles se falaram e logo estabeleceram uma relação. O arcebispo deixou Córdoba pensando que tinha encontrado um talento”.

As resistências contra a nomeação de Bergoglio obrigaram Dom Quarracino a pedir, em 1992, uma audiência com João Paulo II que por ele tinha grande estima e consideração. Entretanto, como lembra Austen Ivereigh, Dom Quarracino insistia em dizer o que ele tinha transmitido ao prepósito geral da Companhia de Jesus: “A Igreja argentina espera grandes coisas do padre Bergoglio”.

Por outro lado, o núncio da época em Buenos Aires, Dom Ubaldo Calabresi (1924-2004), advertiu o padre Zorzin, provincial jesuíta, que, na sua opinião, a Igreja tinha uma missão para o padre Bergoglio. O padre Zorzin respondeu: “Quando for conferida uma missão para ele, ele irá aonde for necessário”.

Entre Dom Quarracino e Dom Bergoglio, vigário geral a partir 1993, estabeleceu-se uma sólida e produtiva relação pastoral e pessoal, embora se tratasse de duas pessoas e personalidades muito diferentes em inúmeros aspectos.

Porém, parece decisiva a relação de amizade e de confiança recíproca; daí o apelido de “el santito” (o santinho) que o arcebispo confiou ao seu vigário: sinal evidente da estima e do afeto de Quarracino por Bergoglio. Com isso, o arcebispo se referia à severidade, à austeridade e à disciplina de Dom Bergoglio, que muitos – embora em um ambiente ainda restrito – já descreviam quase como um “ermitão metropolitana”.

O percurso do cardeal Antonio Quarracino

Aqui, no entanto, é preciso dar um passo atrás nessa história singular. Antonio Quarracino, nascido em Salerno, em 1923, foi nomeado bispo por João XXIII no dia 3 de fevereiro de 1962 e, como professor do Nueve de Julio, participou de todas as sessões do Concílio Vaticano II e, depois, durante anos, foi um dos poucos bispos que, na Argentina, desempenharam o seu ministério no rastro dos ensinamentos conciliares.

No dia 7 de agosto de 1968, Paulo VI transferiu Dom Quarracino para a sede de Avellaneda. Depois de muitas e inteligentes colaborações com o Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM), Dom Quarracino, em 1978, foi escolhido secretário-geral desse órgão latino-americano e, em 1982, foi elevado a presidente desse Conselho até março de 1987.

A nomeação como secretário-geral também foi possível graças ao apoio do então núncio na Argentina, Dom Pio Laghi(nessa sede desde 1976), que sempre o sustentou no seu compromisso de coordenação eclesial-regional com entusiasmo e participação.

Esse “sucesso” pastoral em nível continental fez com que Quarracino obtivesse novas nomeações por parte de João Paulo II: como arcebispo de La Plata antes e, depois, no dia 10 de julho de 1990, de Buenos Aires e primaz da Argentina. Por fim, no dia 28 de junho de 1991, quando João Paulo II o elevou ao cargo de cardeal presbíteros, muitos lembraram que o neopurpurado sempre tivera em Pio Laghi um grande apoio.

Dentre outras coisas, no mesmo consistório, para criar 22 novos purpurados, João Paulo II criou cardeal o ex-núncio Pio Laghi. Portanto, à distância de alguns anos, os dois velhos amigos se encontraram como membros do Colégio Cardinalício no mesmo momento. Nessa ocasião, Quarracino diria a Pio Laghi: “Eu não estaria aqui se não fosse por você”.

Nesse ponto, podemos acrescentar que Jorge Mario Bergoglio não teria sido eleito arcebispo de Buenos Aires sem o pedido feito a João Paulo II por Antonio Quarracino, a quem ele sucedeu na qualidade de bispo coadjutor no dia 28 de fevereiro de 1998, no mesmo dia do seu falecimento (2).

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
HistóriaPapa Francisco
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Com afastamento do pe. Robson, o Santuário de...
A12
3 armas fortes de São Miguel Arcanjo
Gelsomino Del Guercio
A misteriosa linha reta que une 7 santuários ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Silvia Lucchetti
Gestante com câncer recusa aborto: ela e o be...
SAINT MICHAEL
Arcanjo Miguel
15 de agosto: começa a Quaresma de São Miguel...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia