Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 23 Janeiro |
São Vicente Pallotti
home iconAtualidade
line break icon

Chega à Síria maior comboio humanitário desde início da guerra

Agências de Notícias - publicado em 22/04/16

O maior comboio humanitário enviado desde o início da guerra na Síria há cinco anos chegou nesta quinta-feira a Rastan, uma cidade rebelde cercada pelo Exército, ao mesmo tempo em que as negociações de paz em Genebra enfrentam dificuldades.

Organizado pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e pelo Crescente Vermelho sírio, o comboio de 65 caminhões com alimentos, remédios e material médico chegou a Rastan. Com 120.000 pessoas isoladas do mundo, esta localidade se encontra sitiada pelos militares desde 2012.

Remonta a 2012 o último comboio de ajuda humanitária do CICV para os moradores desta cidade, uma das primeiras a manifestar sua oposição ao governo de Bashar al-Assad e a expulsar o Exército.

“Este é o maior comboio humanitário que organizamos na Síria até o momento”, disse à AFP o porta-voz do CICV em Damasco, Pawel Krysiek.

Krzysiek declarou que os alimentos são “limitados, mas o que é mais impressionante é ver grandes terrenos cultiváveis abandonados pela insegurança”.

Ele afirmou ainda que as equipes devem examinar as infraestruturas de água corrente e de esgotos, assim como as necessidades em termos de alimentação dos moradores.

Ao mesmo tempo, a ONU concluiu nesta quinta-feira a retirada simultânea de 500 feridos, doentes e suas famílias de localidades cercadas pelo governo, ou pelos rebeldes.

Iniciada na quarta-feira com o apoio do Crescente Vermelho sírio, a transferência de 500 pessoas de quatro localidades cercadas permitirá o atendimento médico de doentes e feridos em zonas sob controle dos rebeldes, ou do governo, afirmou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Os ônibus passaram por uma zona de trânsito perto da cidade rebelde de Qalaat al-Madiq, um castelo medieval situado na província central de Hama, segundo o OSDH.

Quase 250 habitantes de Madaya e de Zabadani, localidades ao leste de Damasco cercadas pelas forças governamentais, devem chegar nas próximas horas à província de Idleb, situada no noroeste do país e sob controle dos rebeldes.

Acordo inédito com EI

Ao mesmo tempo, 250 habitantes de Foua e Kafraya, aglomerações xiitas na província de Idleb cercadas por rebeldes islâmicos, seguem para Damasco e para a província de Latakia, reduto do governo na costa.

As operações de retirada acontecem de maneira paralela ao envio de ajuda humanitária a estas cidades.

Mais de quatro milhões de pessoas na Síria vivem em regiões cercadas, ou em áreas de difícil acesso para a ajuda humanitária.

Outro acordo inédito entrou em vigor entre rebeldes, governo e extremistas do EI em Dmeir, localidade situada 40 km ao noroeste de Damasco, segundo o OSDH.

Desta maneira, 500 combatentes do EI e suas famílias saíram desta cidade, onde o grupo extremista controlava diversos setores, para seguir mais ao leste, para Raqa e Deir Ezzor, dois de seus redutos.

Em Dmeir, restam agora combatentes do EI que atacaram esta cidade há duas semanas e que sequestraram parte dos funcionários de um cemitério antes de soltá-los.

Depois, as violações ao cessar-fogo aumentaram e, embora nenhuma parte diga que a trégua acabou, parece ter chegado a um ponto sem solução.

O EI e a Frente Al-Nosra, braço sírio da Al-Qaeda, não estão incluídos no acordo de cessar-fogo entre governo e rebeldes, que entrou em vigor em 27 de fevereiro por iniciativa dos Estados Unidos e da Rússia.

Exército russo retira minas em Palmira

Na quinta-feira, o Exército russo anunciou que concluiu a retirada de minas do antigo sítio de Palmira, retomado no final de março das mãos do Estado Islâmico. O grupo espalhou minas e explosivos pela região.

“Hoje, a missão de retirada de minas da parte histórica de Palmira foi totalmente concluída”, declarou o general Yuri Stavitski, em uma videoconferência com Vladimir Putin, transmitida pela televisão russa.

No nordeste da Síria, 50 combatentes pró-governo, que haviam se refugiado em uma prisão em Qamichli, se entregaram na quinta-feira às forças curdas nesta cidade, relatou uma fonte de segurança curda à AFP.

Já em Aleppo e em Idleb os combates continuam. Na quinta-feira, a Força Aérea do governo bombardeou localidades na província central de Homs.

Moscou e Washington tentam, a todo custo, manter essas negociações em Genebra, que enfrentam grandes dificuldades.

Muitos negociadores dos principais grupos de oposição reunidos no Alto Comitê de Negociações (HCN, na sigla em inglês) abandonaram a Suíça por considerarem “inaceitável” prosseguir com as discussões com o governo. Seus representantes acusam Damasco de massacrar os civis.

O porta-voz Mounzer Makhos ressaltou que a oposição “não boicota as negociações”, mas que “se pediu um adiamento, ou uma suspensão” das mesmas.

Para o chefe da delegação do governo, Bashar al-Jaafari, esta saída dos opositores é algo bom.

“Indo embora, talvez se suspenda o principal obstáculo para as negociações”, afirmou.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
2
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
3
Aleteia Brasil
5 milagres que a ciência tentou, mas nunca conseguiu explicar
4
Aleteia Brasil
O testemunho de São Sebastião, o soldado mártir do Império Romano
5
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vezes por dia
6
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
7
Daniel Neves e Nossa Senhora dos Rins
Francisco Vêneto
Nossa Senhora dos Rins e a devoção de um menino que pede a graça ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia