Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 18 Setembro |
São José de Cupertino
home iconCultura e Viagem
line break icon

As ruínas dos grandes mosteiros ingleses

unknown

Daniel R. Esparza - publicado em 09/05/16

A testemunha silenciosa de um conflito político preenche a paisagem da ilha

Foi Thomas Cromwell quem, através de duas resoluções do Parlamento (uma em 1536 e outra em 1539), transferiu a propriedade de mosteiros, igrejas e outros bens da Igreja Católica na Inglaterra para as mãos da coroa inglesa: inúmeros manuscritos, bibliotecas, obras de arte, fazendas e edifícios foram assumidos pelo governo, ou destruídos, fechados ou divididos entre os aliados políticos de Henrique VIII.

Mas por que Henrique VIII apoderou-se diretamente dos mosteiros? Segundo a historiadora Stephanie Mann – em entrevista ao site da ChurchMilitant – basicamente por dois motivos: dinheiro e poder.

As ruínas do mosteiro de Glastonbury, provavelmente a mais famosa das ruínas católicas inglesas

Confiscar e retirar os terrenos e edifícios dos mosteiros e concedeu a Henrique VIII uma riqueza extraordinária sem necessidade de recorrer a medidas impopulares, como aumento de impostos. Além disso, eliminaria a influência do papado romano sobre a coroa inglesa, dando praticamente absoluta liberdade de ação. O norte inglês, em particular, não recebeu a medida com aplausos, e se rebelou contra a coroa – a famosa “Peregrinação da Graça”. Considerando que os mosteiros eram a principal fonte de seu sustento – ofereciam trabalho e caridade às comunidades ao redor –, e não poderia ser de forma diferente.

Ruínas dos corredores do claustro do Mosteiro de Fountains

A coroa respondeu com violência, aprisionando os líderes da revolta. Hoje, a paisagem inglesa revela ruínas que antes eram os grandes mosteiros da Inglaterra Católica, testemunhos do que em algum momento foi a pedra fundamental de mais de um Renascimento.

Tags:
IgrejaPolítica

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
7
Papa Francisco pede homilias mais curtas
Francisco Vêneto
Papa Francisco pede aos padres: façam homilias mais curtas
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia