Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 20 Janeiro |
São Sebastião
home iconAtualidade
line break icon

Unicef denuncia elevado número de menores palestinos mortos pelas forças israelenses

Agências de Notícias - publicado em 14/05/16

Vinte e cinco crianças e adolescentes palestinos morreram nos últimos três meses do ano de 2015, em meio à onda de ataques com facas contra civis e militares israelenses, afirma um relatório do Unicef divulgado neste sábado.

O Unicef também expressou sua preocupação com o número de palestinos menores de idade detidos por Israel, que registra o maior número dos últimos sete anos.

Durante os últimos três meses de 2015, “25 crianças palestinas, incluindo cinco meninas, morreram e 1.300 foram feridas no conjunto da Palestina”, afirma o relatório.

“Vinte e três menores (19 homens, quatro mulheres) morreram na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental e dois na Faixa de Gaza”, afirma o Fundo das Nações Unidas para a Infância no documento.

No mesmo período, “três jovens israelenses foram feridos nas proximidades das colônias na Cisjordânia e em Jerusalém Ocidental em Israel”, completa o relatório.

O Unicef manifestou “muita inquietação pelo uso excessivo da força”, particularmente em casos de “meninos palestinos mortos pelas forças de segurança israelenses depois de atacar ou da suspeita de ataques com uma faca”.

A organização da ONU denunciou que não são abertos inquéritos judiciais contra os responsáveis por várias mortes duvidosas.

O Unicef cita o caso de uma jovem de 17 anos que morreu ao ser atingida por pelo menos cinco tiros depois de passar por uma revista em um posto de controle na área de Hebron, sul da Cisjordânia.

“As autoridades israelenses afirmam que ela tentou esfaquear um policial, mas uma testemunha disse que não representava nenhum perigo quando foi baleada e gritava que não estava com nenhuma faca”, afirma o relatório.

Ao mesmo tempo, o Unicef denunciou que no fim do ano passado, “422 menores com idades de 12 a 17 anos, entre eles oito mulheres, estavam detidos em unidades militares israelenses”.

“É o número mais elevado desde março de 2009”, destacou o Unicef.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Pope Audience Wednesday
Vatican News
A importância de ir à Missa aos domingo, segundo o Papa Francisco
2
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
3
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias dos EUA
4
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo com o Padre Pio
5
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
6
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vezes por dia
7
BLESSED CHILD
Philip Kosloski
Cubra seus filhos com a proteção de Deus através desta oração bíb...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia