Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Três imagens das mais antigas de Cristo

Foto: DeAgostini / Getty Images
ITALY - CIRCA 2002: The Good Shepherd, fresco, Catacomb of Callixtus, Rome. Italy, 3rd century AD. (Photo by DeAgostini/Getty Images)
Compartilhar

De Roma ao Monte Sinai, a iconografia cristã dos primeiros séculos do cristianismo é surpreendentemente diversificada

Nenhum dos quatro evangelhos descreve Jesus em detalhe; por isso, desde seus inícios, a tradição cristã recorreu a diversos modelos iconográficos para representá-lo. Desde o chamado Cristo Alexandrino, mais próximo do modelo grego clássico, sem barba e juvenil, até o Cristo Siríaco, de cabelo comprido partido ao meio e barba ao estilo dos imperadores bizantinos, o cristianismo reconheceu na imagem não só um elemento cultual e litúrgico, mas também uma ferramenta de evangelização num mundo em que escrever e ler não era nada comum.

Compartilhamos aqui três das mais antigas imagens do cristianismo, que dão testemunho da sua presença em diversas localizações e tradições.

1. O grafite de Alexâmenos, ou “grafite blasfemo”

Esta é, possivelmente, a imagem de Jesus mais antiga do mundo. No entanto, não é uma imagem de culto, mas uma simples inscrição numa parede de gesso, em Roma, que ridiculariza tanto os cristãos quanto Jesus. Vemos nela uma pessoa perante um crucificado com cabeça de asno, junto à inscrição “Alexâmenos adorando seu deus”. A crucificação era o castigo reservado aos piores criminosos até o século IV, quando Constantino aboliu a prática, e a cabeça de asno procura tornar a imagem ainda mais ofensiva. Seu valor, porém, consiste em testemunhar a presença de cristãos em Roma já desde o primeiro século depois de Cristo, data estimada dessa inscrição.

_____

2. O Bom Pastor

A imagem do Bom Pastor é inspirada em um célebre motivo da escultura grega, o chamado “moschóforos” ou “aquele que carrega o bezerro”. A escultura original do “moschóforos”, considerada uma obra mestra da arte grega arcaica, data de 570 antes de Cristo e foi esculpida por um artista anônimo da Ática. O modelo sobreviveu no imaginário do mundo antigo e foi usado para representar o Cristo, o Bom Pastor que dá a vida pelas suas ovelhas. Esta versão está nas catacumbas de São Calixto, em Roma.

_____

3. O Pantocrátor

Literalmente, a expressão grega “Pantokrátor” quer dizer “aquele que tem autoridade sobre tudo”. É entendida como a tradução grega de dois títulos associados a Deus no Antigo Testamento: o “Deus dos Exércitos” (Sabaoth) e, mais frequente, o “Todo-Poderoso” (El Shaddai), como figura na primeira tradução da bíblia hebraica para o grego. Na imagem, aprecia-se o ícone mais antigo do Cristo Pantocrátor, ainda conservado no mosteiro milenar de Santa Catarina do Monte Sinai, no Egito. Além de ser um dos mosteiros existentes há mais tempo na história, ele contém a mais antiga biblioteca ativa de todo o mundo.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.