Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

5 Clássicos (pra quem tá namorando) no Dia dos Namorados

Compartilhar

O que mais se vê são propagandas de desconto em motéis... Mas existem pessoas que fizeram opções diferentes e que querem viver de outra maneira o Dia dos Namorados

Pessoal, é o seguinte… Dias dos Namorados chegando… e o que mais se vê nas ruas e medias são as promoções de “noites de amor” em motéis a 50% de desconto pelo país inteiro, além de propagandas cheias de apelos sensuais, insinuações de duplo sentido, infidelidade, etc. Sem moralismo por aqui, mas é preciso considerar também que existem pessoas que fizeram opções diferentes e que querem viver de outra maneira esse dia…

E pra não ficar com enrolação por aqui, a real é que esse texto, embora interesse a todos, é também uma alternativa pra galera que decidiu viver um relacionamento de forma casta, que acredita em se guardar pra um momento especial, e que fica mais difícil segurar a onda nesse clima todo de Dias dos Namorados nessa linha ai que falei. Mas pra quem não tá nem um pouco preocupado com castidade nem nada, que não teve ainda uma experiência de Amor, diferente, e que justifique a opção pela castidade, fica aqui o desafio de viver esse dia de uma forma nova e de fazer a experiência de focar em outros pontos da convivência a dois que não se resumem só ao sexo e seus atrativos. Enfim, as dicas servem pra todo mundo, e quem sabe alguns não possam descobrir outras formas de viver o relacionamento, até mesmo aqueles relacionamentos que não andam muito bem das pernas… Portanto, segue abaixo, a quem interessar possa, grandes clássicos, que já se tornaram “alternativos”, que podem proporcionar momentos diferentes nesse dia especial:

1- O presente:

f8fa9db3e8256d0839e9ed5ce47e7807

Todo mundo fica batendo cabeça sobre o que dar de presente, e muitas vezes esquece algo mais simples e óbvio, e absurdo até pra muitos, que talvez a melhor coisa pra você dar seja algo feito pelas suas próprias mãos. Isso mesmo: “do it yourself”! Não precisa ser um grande artista, um artesão de mãos cheias, basta ter dedicação. No fundo o que importa não é tanto o resultado final, mas o tempo que você usou fazendo aquilo. Parece até que o primeiro olhar não é nem estético, mas sim do cálculo de horas no empreendimento rsrs…. é sucesso… é entregar e esperar: “Ai, que fooofoo, Amor!!!!”. Os caras também gostam disso, não demonstram da mesma forma, acham até meio “mulherzinha”, mas no fundo curtem, sinal que ela se importa com você e tal… Se o presente ficar muuuito bizarro, considere agregar valor com chocolates associados, flores ou afins;

2 – Piquenique

 

diadosnamorados11

Isso não existe mais. Não sou um cara nostálgico, eu mesmo acho que nunca fiz isso rsrs… mas é uma alternativa super coerente em momentos de crise como o do nosso país rsrs… mas não por isso, se dá pra gastar um pouquinho, o dia dos namorados merece essa atenção… mas esquecendo o bolso, vamos focar no que interessa. Um piquenique, por mais antiquado que possa parecer, contém alguns elementos que são fundamentais, e pra algumas pessoas até assustadores: imagine vocês dois juntos, sem televisão, ou tela de cinema, sem cardápio, sem barulho de outras pessoas, sem covers tocando músicas legais que servem de banco de dados pros assuntos da noite… é…. simplesmente… vocês dois, estilo “what you see, it´s what you get”! Buuuuuuuuu!!! Assustador pra muitos rsrs,.. mas, essa circunstância, my friend, é atenção total só pros dois. Há quanto tempo vocês não se olham em silêncio, ficam sem graça com a presença um do outro e tal, têm que encarar a real de estar junto com alguém? Pois é… a experiência é diferente, e no fundo é com isso que a gente tem que lidar na vida, pelo menos quem quiser passar a vida ao lado de alguém… mas “sobrevivendo” rsrs com certeza, haverão grandes frutos!

3 – Cozinhar

A young couple making dinner together at home

Esse ponto nem vou comentar direito, porque aqui se juntam os apetites do coração com os apelos do paladar – é sucesso! … a necessidade de alimentar-se com o carinho, a atenção, o amor… é lindo, cara! Você cozinhar pra ela, ou você cozinhar pra ele, é um gesto muito legal… ou fazer isso juntos! Só cuidado pra não queimar nada, o que não impede entre um tempero e outro uns beijinhos… E se nenhum dos dois sabe cozinhar, não se preocupe que os beijinhos serão os mesmos e seguir uma receita pra tentar acertar um prato bacana pode ser muito divertido!

4-Cultura

Art-Lovers

Nem todo mundo se liga, mas tem muita programação cultural legal nesse final de semana. A preferência nacional devem ser restaurantes abarrotados com filas gigantes ou reservas a proporcionar o ensurdecedor som ambiente de um lugar lotado rsrsrs Mas, felizmente, há alternativas na cidade que podem ser muito legais como curtir um cinema, um teatro, uma exposição (dependendo do lugar, rola duas taças e um vinho na mochila pra trocar uma ideia em frente à uma pintura legal), um show musical… não faltam alternativas, principalmente, nas grandes cidades…

5-Passeios

dia-dos-namorados

Algo que pode ser muito interessante também, nesse mundo caótico que estamos vivendo, é passear em algum lugar legal da cidade. Um passeio a pé,na praia ou num parque, um rolê de bike até chegar em um pico com um pôr do sol legal, ou fazer stand up paddle em algum lugar, andar de patins, skate, aprender a surfar, enfim, passar um tempo fazendo uma atividade ao ar livre, rir um pouco, conviver… há muitas alternativas. Pode ter certeza que dá uma aliviada no espírito, mexer o corpo, suar um pouquinho, arejar os alvéolos rsrrs…

O Dia dos Namorados é um dia propício pra conviver, conversar, se acertar, se conhecer mais… Se tiverem brigados e a DR for inevitável, então que seja breve rsrs e que logo se celebre o amor!

Se você leu o texto até aqui e não tá namorando, ou conhece alguém que “deve estar” (o mundo gira rápido neh, vai que…) solteiro nesse dia, leia e compartilhe “5 Clássicos (Pra quem tá SOLTEIRO) no Dia dos Namorados”.

 

(Eduardo Martins/Shalom)