Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 17 Setembro |
São Roberto Belarmino
home iconEstilo de vida
line break icon

5 dicas para dominar o medo e a ansiedade

Sempre Família - publicado em 29/06/16

A #1 é a mais eficaz, e a #3 soluciona de vez o problema

Dale Carnegie é um dos mais renomados autores de autoajuda, graças em grande parte ao seu best-seller Como fazer amigos e influenciar pessoas, publicado originalmente em 1936.

Seu livro Como parar de se preocupar e começar a viver, de 1948, apresenta táticas para se libertar de ansiedades incômodas que diminuem a felicidade e a produtividade.

O livro nasceu das experiências de Carnegie ao ensinar educação adulta no YMCA de Nova York. Ele percebeu que a preocupação era um tema comum entre os alunos, independentemente de sua profissão ou contexto, e decidiu escrever um livro que os inspirasse a agir contra os seus demônios psíquicos.

Nos sete anos que passou escrevendo o livro, Carnegie pesquisou a filosofia antiga e conversou com uma gama de homens de negócios sobre as suas estratégias para vencer as preocupações. Mas o que é mais importante é que ele conduziu um experimento ao dar conselhos sobre isso aos seus alunos e observar o que funcionava.

O site Motto, da Time, selecionou as cinco melhores estratégias descritas no livro para reduzir a ansiedade do dia-a-dia.

  1. Pergunte a si mesmo: “Qual a pior coisa que pode acontecer?”

Há uma técnica simples de três passos que pode ajudar quando você é sitiado por preocupações pessoais ou profissionais. Primeiro, pergunte a si mesmo qual a pior coisa que poderia acontecer. Segundo, prepare-se para aceitar o pior. Terceiro, pense como fazer algo de bom a partir do pior, caso venha a acontecer.

A técnica é baseada em uma anedota de Willis Carrier, fundador da indústria de ar condicionado homônima. Quando trabalhava para a Buffalo Forge Companyna juventude, Carrier percebeu que um novo sistema de limpeza de gás que a sua companhia oferecia não era tão eficiente como se esperava.

Ele se deu conta que a pior coisa que poderia acontecer é que a empresa perderia 20 mil dólares. Então ele aceitou isso: a companhia poderia entender essa perda como custo de pesquisa de novas estratégias. Em seguida, ele pensou como melhorar a situação: se a companhia comprasse novos equipamentos no valor de 5 mil dólares, o problema se resolveria. Foi o que fizeram, e terminaram ganhando 15 mil.

  1. Enxergue tudo de forma objetiva

“Se um homem se dedica a enxergar os fatos de forma imparcial e objetiva, as suas preocupações vão normalmente evaporar à luz do conhecimento”, disse o decano do Columbia College, Herbert E. Hawkes, a Carnegie.

Carnegie fala de duas maneiras de ver de modo objetivo. Você pode fingir que está analisando a situação para outra pessoa, para se ver menos emocionalmente envolvido com a questão. Outra ideia é imaginar-se um advogado que está se preparando para defender o outro lado da questão – contra você. Escreva os fatos nos dois lados do caso e você geralmente terá uma imagem mais clara da realidade.

  1. Gere soluções potenciais para o problema

Leon Shimkin, então diretor geral da editora Simon and Schuster – da qual depois se tornou proprietário – imaginou uma maneira de cortar em 75% o tempo que ele gastava em reuniões.

Ele estabeleceu que cada vez que alguém quisesse apresentar um problema em uma reunião, deveria primeiro submeter um memorando respondendo a quatro perguntas: qual é o problema? Qual é a causa do problema? Quais são as possíveis soluções? Qual delas você sugere?

Segundo Shimkin, depois da introdução desse sistema, raramente alguém vinha até ele expressar sua preocupação. “Percebeu-se que ao responder às perguntas era preciso observar todos os fatos e pensar o problema”, disse ele a Carnegie. Quando as pessoas faziam isso, se davam conta de que “a solução adequada surgia como uma fatia de pão pula de uma torradeira”. Em outras palavras, a ação tomou o lugar da preocupação e da lamentação.

  1. Lembre-se da lei das probabilidades

Pense na probabilidade de um evento específico ocorrer e reflita se vale a pena se preocupar. São boas as chances de que aquilo que preocupa você sequer possa acontecer.

Carnegie escreve que a marinha norte-americana empregou a lei das probabilidades para melhorar o moral dos marinheiros. Aqueles que eram designados para petroleiros de alta octanagem tinham medo de afundar quando o navio fosse atingido por um torpedo. Então a marinha providenciou as informações exatas: de cada cem navios atingidos por torpedos, 60 permaneceram sem afundar e apenas cinco afundaram em menos de dez minutos. Os outros tiveram tempo o bastante para que a tripulação deixasse o navio.

  1. Ponha ordens de stop-loss em suas preocupações

Essa estratégia é baseada em um princípio do mercado de ações. Funciona assim: você compra ações a 100 dólares, mas estabelece uma ordem de stop-lossa 90 dólares. Assim que a ação cai para 90 dólares, você a vende – sem maiores perguntas – e evita perdas maiores.

Você pode usar esse princípio no dia-a-dia. Por exemplo, Carnegie certa vez quis escrever romances, mas depois de duas semanas tentando sem sucesso, decidiu suspender a experiência e voltar a ensinar e a escrever não-ficção.

(via Sempre Família)

Tags:
DepressãoMedo

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
2
Irmã Lúcia, de Fátima, e o Papa São João Paulo II
Francisco Vêneto
O terço “funciona”, garante a Irmã Lúcia, de Fátima: e ela explic...
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Papa Francisco pede homilias mais curtas
Francisco Vêneto
Papa Francisco pede aos padres: façam homilias mais curtas
5
porta
Reportagem local
Capelão de hospital: ação dos anjos é fundamental na hora da mort...
6
Ricardo Sanches
Menino de 4 anos brinca de missa, conhece vários santos e surpree...
7
ROSARY
Philip Kosloski
É verdade que meu Anjo da Guarda termina de rezar o Rosário se eu...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia