Aleteia
Quinta-feira 01 Outubro |
São Bavão de Gand
Histórias Inspiradoras

Pai herói: ardendo em meio às chamas, ele morreu salvando a filha de 17 dias

Francisco Vêneto | Jul 05, 2016

Eles deram à luz, pela segunda vez em 17 dias, uma filha de heróis

Era o final de uma tarde comum de domingo. Papai, mamãe e a bebezinha de apenas 17 dias voltavam para casa depois de passar o dia na pitoresca Morretes, encravada entre o mar e a serra, no litoral paranaense.

Entre os veículos que trafegavam pela mesma rodovia, avançava, como uma sombra sinistra, um dos (muitos) potenciais carros-bomba que ameaçam quase silenciosamente o trânsito brasileiro todos os dias. Literalmente um carro-bomba. O caminhão-tanque, transportando 44 mil litros de álcool, não cumpria naquela tarde de domingo os requisitos fundamentais de segurança: a mensagem no seu painel acusava com clareza uma falha no sistema de freios. Mesmo ciente da falha, mesmo ciente de que a falha afetava um dos sistemas mais delicados do veículo, mesmo ciente de estar carregando consigo uma bomba potencial, o motorista decidiu, como decidem tantos outros em situações semelhantes, continuar a viagem – como uma sombra sinistra, silenciosamente ameaçadora.

Quando o motorista perdeu o controle do caminhão e bateu contra a mureta de proteção, aquela explosão – que jamais poderia ter acontecido se as responsabilidades básicas tivessem tido importância – engolfou, num inferno de fogo e horror, nada menos que doze veículos. E era em um daqueles doze veículos que a viagem de volta para casa de um pai, de uma mãe e da filhinha de 17 dias foi abortada criminosamente.

Mas alguns heróis ainda tiveram tempo e espírito para, do meio do inferno, lutar milagrosamente pela vida naquela tarde que não podia, jamais, terminar daquele jeito.

Imagens de câmeras de segurança de um restaurante à beira da rodovia federal BR-277 mostram o instante em que um homem arranca e atira seus sapatos em chamas ao meio da pista e, segundos depois, é tragado pelas labaredas assassinas.

“O que a gente tem de informação, de duas testemunhas, é que ele saiu do carro pegando fogo, com a criança no colo, levou para um ponto mais alto, onde tinha grama, mais seguro, e a deixou no chão. Ela [a criança] já não estava com fogo, nem com nada, mas ele sim. Aí ele correu, para tentar eliminar essas chamas, para o córrego. Só que o córrego estava tomado de combustível líquido. Aí, aparentemente, por outros informes, ele caiu nesse córrego”, explicou Tadeu Nunes Filho, tenente do Corpo de Bombeiros.

À medida que novas informações vinham à tona em meio ao caos da tragédia, o dentista Sérgio Schacht contou que foi ele quem recebeu dos braços do pai a bebezinha: “Quando eu caí no buraco, tinha um senhor ali, com uma ‘coisa’ no colo. Quando eu vi, era uma criança. Ele só falava assim: ‘Filho, pega a criança’. Eu peguei. Quando eu fui pegar, ele esmoreceu e desceu”.

O corpo do pai, Luis Carlos da Silva, foi encontrado em uma galeria pluvial à margem da rodovia, na manhã de segunda-feira.

No fim da tarde da mesma segunda-feira, também foi localizado o corpo da mãe, outra vítima da crueldade de um homicídio em forma de “acidente”.

O motorista do caminhão-bomba, de acordo com a polícia, está preso e deverá responder por homicídio doloso, com dolo eventual, por ter assumido o risco de matar.

A bebezinha, levada ao Hospital Evangélico em Curitiba ainda na noite da tragédia, foi reconhecida pela avó graças a manchas de nascimento que só quem a conhecesse poderia mencionar.

Com menos de 3 semanas, a bebê sobreviveu a um inferno absurdo e está em boas condições – graças ao heroísmo de um pai que, torturado pelas chamas, se consumiu, literalmente, para livrá-la da morte; graças à coragem solidária de outro herói que, no meio do inferno, diante da visão estarrecedora de um pai que ardia em labaredas, a resgatou do horror e ajudou a transformar um fim de tarde trágico em esperança de vida; graças, certamente, aos brados de incentivo daquela mãe também vitimada, que, podemos imaginar, gritava do meio das chamas para que o marido a deixasse ali e corresse com a filha nos braços; corresse com todas as forças que tivesse.

Eles conseguiram. Eles deram à luz, pela segunda vez em 17 dias, uma filha de heróis.

Conheça outros dois pais heróis brasileiros, que, há pouco mais de um ano, também morreram para proteger seus filhos:

Pai herói: para salvar o filho e a esposa, ele foi engolido pela força da correnteza

Pai herói: para salvar os filhos, ele enfrentou a fúria de um tornado

Leia ainda: “Eu o beijei, disse que o amava e pulei com ele pela janela”

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
PaternidadetragediaVida
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Com afastamento do pe. Robson, o Santuário de...
A12
3 armas fortes de São Miguel Arcanjo
Gelsomino Del Guercio
A misteriosa linha reta que une 7 santuários ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Silvia Lucchetti
Gestante com câncer recusa aborto: ela e o be...
SAINT MICHAEL
Arcanjo Miguel
15 de agosto: começa a Quaresma de São Miguel...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia