Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconAtualidade
line break icon

Washington preocupado com ex-preso de Guantánamo que estaria no Brasil

<p>Imagem mostra o prédio do Pentágono no dia 26 de dezembro de 2011 em Washington, nos Estados Unidos</p>

Agências de Notícias - publicado em 07/07/16

O governo dos Estados Unidos manifestou sua preocupação com o desaparecimento de um ex-preso de Guantánamo, membro da Al-Qaeda, o qual – segundo um representante (deputado) republicano – poderia estar no Brasil ajudando outros extremistas, “talvez do EI”, a atentar contra os Jogos Olímpicos do Rio.

O sírio Jihad Diyab, de 44 anos, transferido de Guantánamo para o Uruguai pela administração Obama, deixou o território uruguaio há uma semana e cruzou a fronteira com o Brasil, evitando os controles de fronteira. Desde então, seu paradeiro é desconhecido.

“Teria preferido que tivesse ficado no Uruguai com os outros cinco detidos” de Guantánamo, transferidos como refugiados àquele país, admitiu nesta quinta-feira (7) Lee Wolosky, enviado especial do Departamento de Estado para o fechamento do centro de detenção, durante audiência na Câmara de Representantes, em resposta às muitas críticas de congressistas republicanos.

Diyab é “um membro da Al-Qaeda”, especialista em documentos falsos, que “talvez” agora esteja ajudando outros extremistas, “talvez do EI”, a entrar nos Estados Unidos, ou a atentar contra os Jogos Olímpicos do Rio, denunciou Jeff Duncan, representante republicano da Carolina do Sul.

O desaparecimento de Diyab alimenta o temor de que outros egressos da prisão militar voltem suas armas contra os Estados Unidos.

Até o fim do mandato do presidente, em janeiro do ano que vem, o governo Obama busca encontrar um país para acolher 29 dos 79 detidos de Guantánamo que têm autorização para sair.

Restariam 50 presos que foram considerados não passíveis de sair da prisão que Obama prometeu fechar.

O sumiço de Jihad Diyab complica a situação política do presidente americano, ao reavivar a preocupação de que certos presos transferidos retomem o contato com redes extremistas.

Segundo as estatísticas oficiais, pelo menos 13% dos presos libertados desde que Obama chegou ao poder retomaram, ou são suspeitos de terem retomado, a luta armada.

O percentual é muito menor do que o de libertados durante o mandato de seu antecessor, o republicano George W. Bush, que chegou a 35%.

Nesta quinta-feira, o enviado especial do Pentágono para o fechamento de Guantánamo, Paul M. Lewis, indicou que 14 ex-detentos participaram, após sua libertação, de ataques em que morreram americanos.

Sua saída de Guantánamo foi anterior, porém, à chegada de Obama ao poder, alegaram Wolosky e Lewis.

“Os serviços de Inteligência avaliam que nenhum [indivíduo] solto depois de 2009 teve responsabilidade na morte de americanos”, observou Lee Wolosky.

Entre os 29 detidos de Guantánamo que poderiam ser transferidos para outros 22 países, 22 são iemenitas. Isso complica ainda mais o trabalho do governo americano, que não quer enviá-los para seu país de origem, mergulhado em uma crise.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia