Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 18 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Coalizão retoma operações contra o EI a partir da Turquia

raoj1nx5qjrrzn8bfrao-aqdp9xsx2_zvon9gviwqrwk1fmu1uwmuoizacqmc9o8zysr5cszaqqelzcbmt51_n-i1ftq.jpg

Agências de Notícias - publicado em 18/07/16

A coalizão contra o Estado Islâmico (EI) retomou as operações aéreas contra o grupo a partir da Turquia, suspensas após uma tentativa de golpe naquele país, na noite da última sexta-feira, anunciou o Pentágono neste domingo.

“As operações foram retomadas a partir de todas as bases na Turquia”, após a reabertura do espaço aéreo turco para os aviões militares, declarou o porta-voz do Pentágono, Peter Cook.

A Turquia tem um papel-chave nas operações da coalizão contra o EI. Após hesitar por longo tempo, Ancara autorizou, em julho de 2015, o uso da base aérea de Incirlik, sul do país, pela coalizão, para a realização de ataques aéreos em Síria e Iraque.

As forças americanas mantêm nesta base drones, aviões de guerra eletrônicos Prowler, e aviões de ataque a terra A-10.

Uma autoridade turca indicou à AFP que Ancara suspeita de que a base de Incirlik tenha sido usada para o reabastecimento de aviões de combate usados pelos golpistas.

Um general da Força Aérea turca, Bekir Ercan Van, e uma dúzia de oficiais foram presos por autoridades turcas nesta base, informou hoje o jornal “Hürriyet”.

Segundo o Pentágono, a base aérea continuava sem energia neste domingo, mas as operações aéreas podem ser realizadas com o auxílio de geradores.

Os Estados Unidos contam com 2,2 mil militares e funcionários civis da área de defesa na Turquia, um país membro da Otan e aliado crucial naquela região. Quase 1,5 mil permanecem em Incirlik.

(AFP)

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia