Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Um pouco de esperança para levantar nossos espíritos, a poucas horas de Nice, França

Escudero Patrick | Hemis.fr
France, Aude (11), Pays Cathare, Narbonne,abbaye cistercienne Sainte-Marie de Fontfroide
Compartilhar

A Abadia de Fontfroide é um paraíso, onde se pode desfrutar de vinhos caseiros e ouvir música clássica. Mas a verdadeira peça de resistência é a simples cruz de metal, recém-restaurada, que fica no topo da colina

Com histórias angustiantes que interminavelmente enchem os nossos feeds de notícias e mentes, encontrar este projeto de restauração bonito e reconfortante no Facebook foi o alívio que precisávamos.

A cidade de Nice, onde a tragédia aconteceu na semana passada, encontra-se na costa sudeste da França. No entanto, no lado oposto do litoral, 9 milhas (aproximadamente 14,5 Km) a sudoeste de Narbona, perto da fronteira espanhola, repousa uma pequena abadia localizada na parte inferior de uma colina. A Abadia de Fontfroide, escondida entre uma paisagem acidentada e montanhosa, com vistas naturais panorâmicas, é um antigo mosteiro cisterciense de 1093. Por mais de um século, a Abadia de Fontfroide (que pode ser traduzido como “fonte do frio” ou “fonte batismal fria”, é difícil saber) tem estado em mãos privadas após disputas políticas na região, embora, ela ainda mantenha uma espécie de solenidade pacífica, com a estrutura sendo cuidadosamente mantida e restaurada. É um refúgio onde você pode ir para ficar e apreciar o vinho cultivado em suas vinhas ou ouvir alguns dos concertos de música clássica regulares que ocorrem lá. Mas a verdadeira peça de resistência é a simples cruz de metal que fica no topo da colina, com vista sobre a abadia, para todos verem. Um símbolo de amor, paz e mais importante agora… esperança.

13652901_10153759356578181_4828873851183224736_o-e1468870572423-750x1024
Abbaye de Fontfroide| Facebook

A cruz é datada de 1957, quando Martin Cabart, um metalúrgico qualificado, surgiu com a ideia de colocar uma cruz de metal no topo do morro, substituindo uma cruz de madeira que tinha sido destruída por um incêndio anos antes. Necessitando de mais de uma tonelada de ferro, as pessoas da região levantaram dinheiro para financiar o projeto. Meticulosamente levaram pedaço por pedaço até a colina, onde a cruz foi erguida e ficou altiva, guardando os moradores locais por muitos anos. Mas ao longo do tempo, por causa das condições meteorológicas extremas, a estrutura simples precisava de um pouco de cuidado e restauração. Então, mais uma vez com a colaboração dos moradores, foram recolhidos US$ 18.000 para a restauração.

cross-e1468857071647-1024x667
Abbaye de Fontfroide | Facebook

Finalizada em junho, agora foi um pouco mais fácil instalar a cruz restaurada, graças à tecnologia moderna. Incrivelmente, a cruz foi anexada a um helicóptero e foi levada para sua posição. Mas todo o esforço e mão de obra valeram a pena. O belo símbolo de sacrifício para o homem agora age como um lembrete do amor e como um farol de esperança para todos.