Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 25 Julho |
home iconEstilo de vida
line break icon

Por que esconder nossas emoções?

Karen Beattie - publicado em 21/07/16

David e eu sempre tínhamos o hábito de perguntar, “como foi seu dia?”, na mesa de jantar. Mas muitas vezes parava aí mesmo. “Essa pergunta simples é uma tentativa de conexão, mas a fim de realmente se conectar, é preciso ir mais fundo do que apenas aquela simples pergunta. É importante não apenas falar sobre os acontecimentos do dia, mas também como eles fizeram você se sentir”, diz Ruiz.

Eu posso reconhecer quando David teve um dia ruim. Ele responde à pergunta com um suspiro, e balança a cabeça. Agora, eu vejo isso como um sinal e procuro saber mais sobre como ele se sente sobre o que aconteceu.

Também é importante dizer ao seu parceiro o que você sentiu quando eles compartilharam algo sobre o seu dia. Algo como: “Eu estou realmente orgulhoso de como você lidou com essa situação no trabalho”. Ou “Estou grata por você ter passado um tempo com nossa filha hoje, você é um grande pai para ela”.

“Você está compartilhando sobre o seu dia, mas você também está preenchendo toda essa lacuna”, diz Ruiz. “O casal começa a ter um movimento emocional onde eles não apenas estão comunicando o que aconteceu e o que está acontecendo, mas também se conectando através da partilha e dizendo ‘é assim que me sinto sobre você’”.

Aprender a falar tudo de novo

Quando você está em um relacionamento com um ente querido, não conseguir o que quer dessa pessoa é devastador. Tão devastador que muitas vezes não consegue explicar por que você está magoado com ela. Torna-se um círculo vicioso. Logo você cria um ressentimento e para de conversar com ela. Em vez de realmente falar sobre o sentimento, você começa a culpar a outra pessoa.

Pare de culpar a outra pessoa, aconselha Whitman, e comece a olhar para si mesmo. O que é que você está sentindo? Quando você ouve a emoção da outra pessoa – como você vai responder a isso?

E certifique-se de falar um com o outro como sujeito. Quando você inicia uma conversa com “você”, pode ser um sinal de que você está culpando a outra pessoa e não assumindo a responsabilidade por seus sentimentos.

Quando as pessoas deixam e apontar o dedo para o outro, o cônjuge fica automaticamente feliz, diz Whitman. 

Nos dias de hoje, quando jantamos sozinhos, sem a nossa filha, nós temos muito para falar. E quando estamos em silêncio, o silêncio não é de tédio, ou ressentimento, ou separação. É o silêncio de duas pessoas que sofreram e que lutaram por seu casamento e estão sentadas agradecidas por ter um ao outro.

  • 1
  • 2
Tags:
CasamentoComunicaçãoDiálogoDivórcioRelacionamento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
6
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
7
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia